top of page

Todos temos um encontro marcado com o dia “D”


Não importa quem é você, quanto dinheiro você tem, qual o seu nome, o que você faz, onde você mora, todos nós temos um encontro marcado com o Dia “D”, o dia em que encerraremos nossa participação aqui nesse plano.


Vez ou outra eu me recordo de alguma história com meus pais ou meus avós, e é muito engraçado como algumas que não faziam muito sentido hoje batem fundo na minha cabeça, e essas reflexões são maravilhosas a essa altura da minha vida.


Lembro-me de uma história que aconteceu quando trabalhei em uma empresa junto com meu pai, ele era retificador e eu torneiro mecânico, foi uma época onde a gente era realmente muito próximo, eu tinha acabado de me casar, de ter meu primeiro filho, e meu pai passou a ser minha maior inspiração, meu parceiro, afinal eu havia crescido e precisava dessa referência o mais perto possível.

( continua)


 

Você pode assinar a Revista Criativos - www.criativos.blog.br - e saber diariamente as novidades da Economia Criativa. De graça! Veja o recado da Bruna Lupi.



 

O dono dessa empresa, que aqui chamarei de Seu Fulano, tinha uma paixão por uma Mercedes antiga que ficava no pátio, coberta e cuidada como que um filho, e mesmo com todos os empregados por perto na hora do almoço, fosse jogando bola ou algum jogo de tabuleiro, todos sabiam, era preciso tomar muito cuidado com o “xodó” do Seu Fulano.


As conversas sobre aquele carro eram frequentes, e todos nós sabíamos que aquele carro, aquele quase sonho de consumo era um sonho muito difícil de se tornar realidade para algum de nós, mas um dia alguém falou uma coisa que fez a gente parar pra pensar:


“Aconteça o que acontecer Seu Fulano pode se dar ao luxo de gastar suas energias com esse carro, afinal ele é o dono, nunca será demitido, enquanto nós, além de ficarmos aqui olhando e tendo que tomar cuidado, sabemos que se algo acontecer, mesmo que por acidente, podemos até ser mandados embora... isso a muito injusto... a vida é muito injusta”.


Meu pai naquela calma e tranquilidade que na verdade não eram muito costumeiras apenas disse:


“Um dia todo mundo é demitido, de um jeito ou de outro”.


Meu pai não estudou muito, mas era um cara com muito conhecimento sobre a vida.

Passou perrengue, teve dificuldades, mas era bastante inteligente, muitas coisas que ele sabia fazer foi correndo atrás e aprendendo na marra.

Aquele comentário, no entanto foi motivo de chacota, todos ali sabiam que era humanamente impossível acontecer o que ele tinha acabado de dizer, Seu Fulano era o dono, o Patriarca de uma família italiana que prosperou por causa do esforço e do trabalho dele.


Durante algum tempo, vez ou outra se ouvia uma gracinha:

“E aí, vai demitir Seu Fulano quando?”


Perdi a conta de quantas vezes fiquei irritado com isso, e meu pai sempre levou aquilo numa boa... “calma” dizia ele, vocês são jovem, têm muito tempo ainda pra aprender.

Ele não se abalava com as brincadeiras, com as piadas, ele também era um sarrista de mão cheia, mas no fundo eu acho que não era por isso que ele aceitava as chacotas, ele aceitava porque sabia o que estava falando, a gente que não conseguia entender a profundidade de seu comentário, e hoje eu percebo como às vezes somos simplistas ao analisar algumas coisas.



 

Sou movido à música, nao tem jeito!

 

Uma manhã qualquer, como outras tantas manhãs fomos trabalhar mais uma vez, mais um dia, outras histórias a serem construídas, mas aquela manhã tinha uma coisa diferente dos outros dias, chegamos e encontramos a fábrica fechada.

Em frente à entrada principal alguns colegas conversando e tentando achar explicações para o comunicado afixado com fita adesiva, onde era possível ler em letras maiúsculas:

“HOJE NÃO HAVERÁ EXPEDIENTE! ESTAMOS EM LUTO EM VIRTUDE DO FALECIMENTO ESSA NOITE DE SEU FULANO “.


Me lembro de olhar para o meu pai que se aproximou do meu ouvido e me disse:

“Não te falei? De uma maneira ou de outra um dia todos somos demitidos”.


Ele foi “demitido”, encerrou suas atividades por aqui em maio de 2012, mas suas histórias e suas sacadas vez ou outra surgem em minhas lembranças, e como eu gostaria que ele ficasse mais um pouquinho, mas enfim, como eu disse lá no começo, todos temos um encontro marcado com o dia “D”, e no final das contas o que importa é o que você conseguiu construir pois os bens materiais, aqueles que você dá mais atenção do que as pessoas que estão ao seu lado, alguém se encarregará de cuidar... ou não.


Paulo Eduardo Ribeiro, do Canal Ponte Aérea, para CRIATIVOS!


 

Vai perder essa?



Batom Vermelho... sinistro esse conto!




Vemelho, de Ana Diniz, que videoclipe! Dá-lhe Léo Leiner!


Este é parceiro Sérgio Schmid no Canal Ponte Aérea e companheiro aqui na Revista CRIATIVOS!

Todo sábado, sempre um assunto relevante!



 

Artistas, playlists e projetos Cedro Rosa




 

Artistas, projetos e playlists Cedro Rosa

Repertório disponível para licenciamentos diversos, a partir de R$, 9,90.



Escute o CD "Roda de Samba do Bip Bip", by Cedro Rosa, com grandes artistas, na Spotify.



Trilhas sonoras licenciadas dos melhores artistas brasileiros para videos pessoais e instituições não-lucrativas, por apenas R$ 9,90.



Grupo Tempero Carioca, samba de primeiríssima qualidade.

Discos Cedro Rosa.





Gisa Nogueira e seu lindo disco na Cedro Rosa



 

Cedro Rosa cria plataforma digital que permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro.

Tudo online!


A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.





Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page