Controle


Dezembro, verão, festas, férias... Este é um mês que representa muitas coisas especiais para mim e uma delas é o descanso. Lá vou eu fazer uma viagem costumeira a alguma cidade do interior de São Paulo. Mas nos dias anteriores à viagem alguns imprevistos aconteceram e tudo começou ficar um pouco confuso. E foi por causa de vários contratempos que cheguei ao tema do artigo de hoje. Como é que lidamos com a falta de controle e as frustrações que os contratempos trazem? Eu não sei vocês mas às vezes acho um desafio lidar com tudo isso. Dizem que o problema não é o problema em si mas como você o encara. Eu concordo com isso. E também acredito que há pessoas que lidam melhor com o fato das coisas saírem do controle. Outras lidam de forma terrível. Eu acho que estou entre um e outro e me esforçando a cada dia para lidar melhor com o fato de que imprevistos acontecem e temos que aceitar e aproveitar apesar deles.

Música popular do Brasil. Ouça na Spotify.


Talvez pela minha vontade de amadurecer nesse aspecto e começar a vislumbrar novos caminhos e perspectivas para a falta de controle, dessa vez notei o quanto gastamos energia com a frustração, energia essa que poderia ser canalizada para outras coisas bem mais positivas, ao decidirmos largar de mão aquilo que não saiu como esperado e contornar as situações de maneira tranquila criativa e inteligente. Sendo assim queridos leitores amigos, vamos tentar a cada contratempo, a cada situação que foge ao nosso controle, lembrar que muitas máquinas possuem controle remoto, mas a nossa vida não. Porta