top of page

Cedro Rosa e UNIPAMPA celebram convênio em inteligência artificial, tecnologia economia criativa


Galante e Roberlaine Jorge, da UNIPAMPA, em São Paulo, no Museu do Ipiranga assinam convênio_fonte: Monica Alvares

A Cedro Rosa, através de seu presidente Tuninho Galante e a UNIPAMPA - Universidade Federal do Pampa - através do reitor Roberlaine Jorge celebram convênio para desenvolvimento de tecnologia em inteligência artificial, música e economia criativa.


O objetivo é desenvolver tecnologia brasileira, em conexão ao que se pratica internacionalmente, mas sem relação de subordinação.


Assista ao clipe com Tuninho Galante e Roberlaine Jorge, da UNIPAMPA


"A economia criativa e a cultura geram milhões de emprego e renda, respondendo por 3.11% do PIB, segundo estudo do Instituto ITAÚ CULTURAL de 2023", afirma Tuninho Galante, concluindo "que é fundamental a participação das instituições publicas de ensino profissionalização para capacitação deste segmento fundamental para nossa sociedade".


A UNIPAMPA está em 11 municípios do Rio Grande do Sul, com uma localização estratégica excelente para o MERCOSUL.


O objetivo da Cedro Rosa é estabelecer convênios em universidades públicas de norte a sul do pais.




A Cedro Rosa Digital, plataforma de música independente com sede no Rio de Janeiro, Brasil, e filiais em Nova York, nos Estados Unidos, e Tóquio, no Japão, oferece certificação, distribuição e licenciamento de músicas para artistas em escala global.


Playlist de músicas da Cedro Rosa, no Youtube.


Além disso, a Cedro Rosa Digital está estabelecendo parcerias com universidades públicas no Brasil, visando o desenvolvimento tecnológico na área de economia criativa. Essas colaborações com instituições acadêmicas permitem a criação de soluções inovadoras para a indústria da música, impulsionando o crescimento e a sustentabilidade do setor.


Música independente do mundo, de artistas da Cedro Rosa Digital, na Spotify.


Com essa iniciativa, a Cedro Rosa Digital reafirma seu compromisso em promover o avanço tecnológico e o fortalecimento da economia criativa, proporcionando novas oportunidades para artistas independentes e impulsionando a indústria musical como um todo.

0 comentário

Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page