top of page

Mulheres Empoderadas




Começo a escrever este artigo, com a ideia do real significado da palavra “Empoderar” no dicionário significa, Ação de se tornar poderoso, de passar a possuir poder, autoridade, domínio. Essa palavra é a que mais se encaixa no atual cenário que as mulheres estão vivendo, buscando seu lugar no mundo profissional e diversas áreas ou situações, que mesmo a tantas dificuldades, sua posição, valorização, força e garra se tornam o combustível para continuar caminhando.


Há um tempo, era muito difícil vermos mulheres se formando em uma universidade, sendo responsáveis por cargos importantes dentro de uma organização, como diretoria, gerencia, se tornando donas de seu próprio negócio. Eram enxergadas sendo submissas ao homem, a quem tinha o poder e a função de trazer o sustento a família, enquanto a esposa cuidava da casa. Porém hoje, em pleno século 21, em meio a tantas dificuldades que ainda existe, as mulheres estão conquistando sua marca e sua real identidade.


Um dos exemplos de mulheres que mostram e mostram ser exemplos de força e que surpreendeu a opinião da sociedade, foram, Chiquinha Gonzaga e Luiza Helena Trajano. O que elas têm em comum? Vamos entender? Chiquinha, no ramo da musica, se tornou a primeira mulher a reger uma orquestra no País desafiando todos os limites impostos pela sociedade, batalhando pelo seu reconhecimento como musicista, compositora e pianista, se tornando inspiração para muitas até os dias de hoje. Já Luiza Helena Trajano é uma empresária de sucesso, dona de uma das maiores lojas do ramo do varejo o Magazine Luiza, se tornando assim exemplo para mulheres que querem se tornar donas do seu próprio negócio, além de dar palestras sobre empreendedorismo e dicas sobre o ramo do varejo, mais uma vez quebrando os tabus.


 

Escute agora. Roda de Samba das Mulheres - Spotify


 

Lembrando também das mulheres que fizeram história no cinema, arte, Jornalismo e literatura brasileira como, Cléo de Verberena, seu nome de batismo é Jacira Martins Silveira, é considerada a primeira mulher a dirigir um longa-metragem no País, com “O Mistério do Dominó Preto (1931)”, obra também produzida e estrelada por ela, além que ter dirigido outras grandes produções.


No ramo do Jornalismo a primeira mulher Jornalista no Brasil, Maria Josefa Barreto Pereira Pinto (1787- 1837), que em sua homenagem ganhou um livro produzido por Roberto Rossi Jung, “A gaúcha Maria Josefa, primeira jornalista brasileira”, que conta dados preciosos desta grande pioneira no ramo do jornalismo.


Na arte podemos citar pintora Georgina de Albuquerque (1885-1962), uma das precursoras da participação das mulheres nas artes plásticas no país, tornou a primeira mulher a dirigir a Escola Nacional de Belas Artes. Na literatura podemos mencionar Maria Firmina dos Reis (1822-1917), uma mulher negra, de origem humilde, bastarda, foi considerada a primeira romancista brasileira.



Gisa Nogueira e Clementina de Jesus, no Clube do Samba

No samba, Dona Ivone Lara e Lecy Brandão foram as primeiras mulheres nas alas de compositores do Império Serrano e da Mangueira, sucessivamente e Gisa Nogueira se impos, como compositora da Ala de Compositores do Clube do Samba.


Mesmo diante desses exemplos de mulheres em meio a tantos preconceitos, dificuldades, falta de voz ativa ou imposição, fizeram história e se tonaram exemplos para muitas que ainda vivem este drama, podemos dizer que passaram sim por grandes obstáculos, mas que deram a volta por cima e demostraram que são muito mais do que uma simples jornalista, escritora, cineasta ou artista, elas são seres humanos e merecem o respeito, a igualdade, como qualquer outro.


Ainda hoje, em pleno século XXI, existe diferença de salários, cargos e posições em detrimento das mulheres, mesmo em países desenvolvidos. Já foi pior, mas ainda temos um longo caminho a percorrer.


Bruna Lupi – para revista CRIATIVOS !


 

Cedro Rosa cria plataforma digital que permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro.

Produtores de cinema, tv e publicidade podem licenciar essas obras no site.

A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



 

Playlist da Cedro Rosa no Spotify e no Youtube. Músicas disponíveis para licenciamentos.


A Cedro Rosa representa milhares de obras musicais originais. Escute as playlists nas plataformas mais famosas do mundo.



Escute as Cantoras Incríveis - playlist / Spotify.



O Melhor da MPB, no Yutube



Bossa Nova / Spotify

Instrumental Esporte Fino / Youtube




Todas essas obras são representadas pela Cedro Rosa.

Abra um perfil em nosso site.

Consulte-nos para sincronizações para trilhas sonoras.


Acompanhe nossas redes sociais.



+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page