top of page

Minha Cura


Luana Oliveira


Comecei a escrever o texto da semana e ele não me parecia tão bom, escrevi algumas linhas, parei, refleti, mudei, reescrevi e nada fluía, pensei em focar na minha formação, depois pensei em dicas de comportamentos, desenvolvimento profissional, geralmente tudo o que falo diariamente com meus jovens aprendizes, conteúdo e temas não faltam, mas, sempre tem aquele dilema.


Com o celular na mão um vídeo com uma criança em um ‘skate’ me chama a atenção, não é de qualquer conteúdo aleatório na ‘internet’, então me concentro em ler e acompanhar, por obra da conexão do universo e da sinergia que venho construindo com a busca incessante do autodesenvolvimento e autoconhecimento, desde 2020 tenho e vivenciado experiências incríveis através do Thetahealing (a cura da alma).


Foi num dia frio, chuvoso e cansativo, depois de 6 horas no transporte público e 8 horas trabalhadas que aceitei o convite de uma amiga para uma sessão que transformou o meu viver, de lá para cá, qualquer pessoa que passa pela minha vida e diz que precisa de autoconhecimento, de cura e de terapia eu mando todos os links e vídeos que guardo aqui no meu pote da gratidão, além de dizer, segue lá no Instagram “Quero Vida Plena” são elas que de longe me guiam, são elas que de longe me mostraram com amor e me conduzem no caminho da esperança e do aprendizado, são elas M&M.



Então depois do vídeo e do lindo e rico conteúdo, que sei que chegou aqui cheio de luz. A inspiração do artigo da semana chega com naturalidade e verdade, porque quem nunca precisou parar e olhar para dentro de si? A premissa é inegavelmente verdadeira? Em pleno século XXI as pessoas ainda não conseguem nem dizer quem são elas, é óbvio? Não, é complexo. É uma busca longa, diária e continua, que só se finda aqui na terra no dia da partida, mas que pode e deve ser amenizada com a força do querer construir e reconstruir quantas vezes for preciso, eu poderia citar todas as minhas conquistas após conhecer o Thetahealing, mas eu prefiro apenas dizer ser uma experiência única, transformacional, mas que só pode ser vivenciada quando nos permitimos.


Quem me acompanha aqui, sabe que meus textos trazem muita gratidão, emanado muito amor ao universo, como diz a canção de Pedro Borges “Para poder te amar, antes de mais nada eu preciso um tanto de amor pra mim, para poder te ajudar, eu preciso lhe dizer que algum dia alguém já deu a mão pra mim”.


Exercite a gratidão, exercite a fé, exercite seu autoconhecimento e retribua.



Luana Oliveira, para Criativos!


(Com amor e gratidão, Quero Vida Plena).


 

O que rola na internet?



Para Dançar, mas com distanciamento!


Live na Cedro Rosa, com Luana Oliveira, Lais Amaral, Eddie Bogorenski, Mario Lago Filho e Tuninho Galante



 

Cedro Rosa cria plataforma digital que permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro.

Tudo online!


A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteúdo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



Comentários


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page