top of page

Eu sinto muito


Paula Sabbag


Me desculpe, eu sinto muito, perdão. Já ouvimos e proferimos essas palavras. O perdão é algo complexo e libertador e para mim, um processo que pode ser difícil de perceber onde começa e onde termina para concluirmos que perdoamos alguém. Acho que algumas pessoas sentem o mesmo e talvez por esse e outros motivos, é claro, a questão do perdão seja tão discutida.


Sabemos que precisamos perdoar várias vezes as pessoas que compartilham a vida conosco e que o perdão é necessário para seguirmos em frente. Se algo nos machuca muito e não perdoamos ou se magoamos muito e não pedimos perdão, parece que ficamos estagnados na situação em questão.


O perdão para as situações menores do dia a dia creio que seja mais fácil de praticar. Mas o perdão maior, aquele que precisamos praticar em situações que ocorreram e nos magoaram profundamente, que modificaram os rumos de nossas vidas e que nos fizeram por em xeque pessoas que eram inquestionáveis até então, esse dá mais trabalho para praticar.


 

Música, a melhor compania. Escute.

 


Há o perdão para pessoas que não mais fazem parte de nossa história. E há pessoas que temos que perdoar incansavelmente ao longo da vida. Perdoamos e somos perdoados muitas vezes por diversas situações. E pode ser mais difícil perdoar pessoas que amamos e nos magoaram e às vezes é mais difícil perdoar aqueles que pouco conhecemos e fizeram mal a nós. Há também pessoas que não pedem perdão porque não erram, porque acham que não erram ou porque é difícil para elas admitirem seus erros.


Não existe uma fórmula mágica pra perdoar. Existem processos, um passo a passo e uma infinidade de pessoas e materiais que nos ajudam a entender como o perdão funciona e praticá-lo, enfim. E no caso do pedir perdão, parece louco, mas muitas vezes acho que nos desculpamos sem realmente sentir a dor que causamos. Sai no automático, como se fosse protocolo a ser seguido.


Mas uma coisa é certa. O perdão faz parte de nossas vidas. Então é melhor aprendermos a lidar com ele. Até evoluirmos ao ponto de (olha que máximo será) não precisarmos mais pedir perdão e nem perdoar, pois não haverá motivos para isso.


 

Música.



Amor e música.


 

Siga a Cedro Rosa.

 

Cedro Rosa cria Plataforma mundial de música em 10 idiomas para gerir direitos autorais e licenciar e distribuir obras musicais.





Músicos, compositores, bandas, mídia, produtores de cinema, streaming, TV, publicidade e games em um único ambiente digital, para negócios de licenciamento.



Abra um perfil agora


Plataforma digital permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro. Todo mundo pode escutar músicas e podcasts de graça.



A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.


Acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas músicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



 

Ouça.




Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page