top of page

Me formei, e agora?

Paulo Eduardo Ribeiro, do Canal Ponte Aérea, para CRIATIVOS!





Você terminou a faculdade e essa pergunta não sai da sua cabeça?


Antes de mais nada parabéns, você conseguiu concluir uma fase difícil na vida de qualquer pessoa que é terminar o ensino superior.


Tantas noites mal dormidas, trabalhos, leituras, apresentações, vontade de jogar tudo para o alto, colegas que não querem nada com nada nos trabalhos em grupo, provas, aulas chatas, professores igualmente chatos e em alguns casos o temido TCC.


Bom vou tentar responder de uma maneira bem objetiva para que você entenda: Agora você tem o MÍNIMO que o mercado de trabalho exige.



 

Escute, baixe, compartilhe! Playlist Carnaval 2021 - Cantando e sambando com distanciamento social ou em Casa! - Spotify

 

Pois é... Eu sou de uma geração que não tinha tanta preocupação assim com os estudos, me lembro quando terminei o antigo ginásio (o ensino fundamental I de hoje em dia), meu pai me chamou de lado, me parabenizou e me disse assim: “Agora é só arranjar um emprego em uma boa empresa e ficar lá até se aposentar.”


Primeiro que aposentadoria nos dias de hoje daria outro artigo, e em segundo lugar, e na verdade o que sempre me deixou confuso, o que é uma boa empresa?

Talvez para o meu pai a resposta fosse diferente do que eu entendo hoje em dia sobre isso, e para os meus alunos, alguns muito mais jovens do que eu, com certeza a resposta seria diferente também.


Infelizmente muitos não têm ainda a maturidade necessária, e é aí que eu entro.


Eu escuto o tempo todo de alunos que terminam o ensino superior, “vou dar um tempo”, “estou livre”, “nunca mais quero saber disso aqui”, mas a vida real fora do ambiente acadêmico é um pouquinho diferente.


A seleção verdadeira acontece no mundo real, e infelizmente (pelo menos para nós), a relação oferta e demanda se inverteu, não é mais como na época do meu pai.


Eu ainda peguei a fase das placas de “TEMOS VAGAS” na porta das fábricas, e a gente até brincava dizendo que se passasse em frente seria laçado pelo segurança ou pelo porteiro para trabalhar lá.


 

Playlist - O Melhor da Música Instrumental Brasileira - Youtube

 

Hoje a pergunta é: “Qual seu próximo passo, Pós Graduação ou Inglês?”


Na verdade essa pergunta nem deveria ser feita, pois as duas coisas são igualmente importantes. Na verdade Pós Graduação não é mais diferencial, e falar Inglês cada vez mais vem se tornando um requisito básico.


Aprender outro idioma além do Inglês é cada vez mais apreciado no mercado de trabalho.

E não se engane achando que seu “Portunhol” é suficiente. Eu aprendi isso na prática quando lecionei no Peru em 2014.

Jamais me esquecerei do primeiro dia, depois de 6 horas de voo e com fuso de 3 horas a menos a fome que eu estava ao chegar a Lima.


Nosso anfitrião com toda satisfação por estar nos recebendo me diz assim: “Te llevaré para comer algo exquisito”.

Comer algo “exquisito” era a última coisa que eu queria naquele momento, a não ser pelo simples fato de que “exquisito” em espanhol significa algo requintado, delicioso, muito bom...


Hoje, mesmo depois de tanto tempo formado, é muito claro que vou estudar até morrer, não necessariamente sentado no banco de uma universidade, mas tenho plena consciência que transformar informações em conhecimento é uma obrigação, e olha que temos muita informação sendo compartilhada.



 

Playlist - Roda de Samba das Mulheres - Spotify

 

Informação pura e simples dificilmente te ajudará no mundo real, muitas vezes elas até se perdem, conhecimento não, por isso não caia na armadilha de achar que tudo se encerra ao final da faculdade, na verdade esse término é apenas a passagem para um novo início.


Se você se formou e está pensando em dar um tempo, não se esqueça de que muita gente está nas mesmas condições que você, e sinceramente não sei se ficar parado é uma boa alternativa, mesmo que seja por um período curto.


Mas o bom disso tudo é que não importa o que eu escreva ou o que eu te diga, a decisão é e sempre será sua, e essa é a melhor parte com certeza.


De qualquer forma o término dessa etapa é sim motivo para comemorar, mas é como eu disse no início desse texto, parabéns por concluir essa fase do processo de desenvolvimento, mas não se esqueça que agora você tem apenas o mínimo que o mercado de trabalho exige.



 

Cedro Rosa, a plataforma digital brasileira que administra

direitos autorais musicais no mundo inteiro. Veja como.

 

(vaquinha virtual, a partir de $25, 00)


Projeto 40 +1 Anos do Clube do Samba

CD + Filme Documentário Longa-metragem.


 

Cedro Rosa cria plataforma digital que permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro. Tudo online!


A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



 

Playlist da Cedro Rosa no Spotify e no Youtube. Músicas disponíveis para trilhas sonoras diversas.


A Cedro Rosa representa milhares de obras musicais originais. Escute as playlists nas plataformas mais famosas do mundo.




O Melhor da MPB




Bossa Nova / Spotify

Instrumental Esporte Fino / Youtube




Para Dançar / Playlist / Youtube




Todas essas obras são representadas pela Cedro Rosa.

Abra um perfil em nosso site.

Consulte-nos para sincronizações para trilhas sonoras.


Acompanhe nossas redes sociais.



Comentarios


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page