AQUILO QUE PASSEI


Mariozinho Lago


Depois de uma certa idade é curioso como a gente, do nada, lembra de coisas sem nenhuma explicação.

Hoje, por exemplo, lembrei de um parque de diversões que havia na praça Antero de Quental, no Leblon.


Um dia eu quis ir ao parque e, como não tinha ninguém pra me levar, resolvi ir sozinho mesmo.


Tinha nove anos.