top of page

Sua Majestade o deixou



Silêncio

Ele está dormindo

Vejam como é lindo

Sua majestade, o neném

A casa

Já tem novo dono

Novo rei no trono

Sua majestade, o neném


Essa musiquinha, chata pra caralho, povoou minha infância, lá pelo início dos anos 1960.

Na época, eu não achava chata, é bom que se esclareça.

(passagem de tempo)

Final do anos 1970.

Eu namorava uma menina linda.

O único problema que talvez existisse é que eu morava em Copacabana, não tinha carro (aliás, nunca soube dirigir, e que o diga minha querida amiga Consuelo) e ela morava em Marechal Hermes.

(breve parênteses)


Aqui um comentário rápido e fundamental.

É muito interessante que mais de 30 anos depois, meu filho tenha escolhido Marechal Hermes pra encontrar uma mulher por quem se apaixonar.

(fim do parênteses)


Voltando ao assunto, todo mundo sabe que para o amor não há barreiras.

Portanto, ao fim das tardes do tempo que nosso amor resistiu (na verdade pouco), lá ia eu de ônibus pra Marechal.

(mais um parênteses)


Naquela época, a gente embarcava no ônibus pela porta de trás e saltava pela da frente.

Ou, como se dizia, entrava pelo cu e saia pela xota.

(fim de mais um parênteses)


Naquele fim de tarde, em pé, apertado e me sentindo uma sardinha em lata, comecei a prestar atenção nos dois homens sentados à minha frente.

Um cabeceando de cansaço, mas sem conseguir dormir, de tão cansado.

O outro, olhando pela janela como quem busca uma saída.

Então, lembrei daquela valsinha chata da infância.

E, imediatamente, nem sei bem porquê, lembrei de João Nogueira.

E o samba saiu.

Até eu quase perder o ponto de saltar do ônibus.



SILÊNCIO

ELE ESTÁ DORMINDO

SEU CANSAÇO É INFINDO

SUA MAJESTADE O DEIXOU

VEM DO HORIZONTE PRECÁRIO

DE TODO DIA

E ARRASTA ESSA MELANCOLIA

POR NÃO TER COMO EXPLICAR

A SENSAÇÃO DE ABATIMENTO

QUE NEM DEIXA DESCANSAR

MURMURA FRASES SEM SENTIDO

NA ILUSÃO DE SONHAR


E O HOMEM

NEM REPARA A SEU LADO

OUTRO HOMEM CANSADO

QUE TAMBÉM NADA VÊ

FOGEM

POR CAMINHOS DISTINTOS

COM OS MESMOS INSTINTOS

DE TENTAR NÃO SOFRER


Até a próxima esquina.

 

Música! Samba.



Mário Lago por Luis Melodia.




+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page