Quando nada vem



“Eu queria escrever como você!”


Antes de qualquer coisa é preciso deixar bem claro que eu nem acho que escrevo assim tão bem. Acho que o fato de gostar de ler sempre me ajudou, mas algumas vezes é difícil tirar as ideias do “campo das ideias” e colocar no papel.

Escrever é um ato que requer comprometimento, treino e principalmente vontade. Foi exatamente assim que respondi a esse amigo que vive exaltando minhas qualidades quando me meto a escrever.


É engraçado como alguns textos que escrevi, muitas vezes despretensiosamente, acabaram repercutindo de uma forma bastante positiva, enquanto outros em que refleti a respeito e tentei elaborar de maneira a alcançar muitas pessoas, sequer foram notados.

Realmente não existe uma regr