top of page

O amigo José

Carlos Fernando Gross, para CRIATIVOS!



Um amigo, dileto amigo, disse-me certa feita que eu era um preguiçoso completo – aquele comentário me chocou, um amigo não deprecia o outro com tamanha ênfase. Neguei e me defendi.


Não gostei do que ouvi, mas hoje sou grato.

Tinha carradas de razão o José. Desde então, consciente desta marca, tenho procurado me corrigir; preguiça e falta de persistência.

Há muito tempo venho procurando escrever qualquer coisa sobre qualquer coisa. Tenho postergado este início; a desculpa é que quando começar não pararei mais. Tenho muito a opinar, conceituar, contar? Quem vai querer ler? Preguiça pura.

Escrevo a mão com papel e caneta; redigir no teclado não é fácil para mim.

Escrever admitindo que tenho algo a dizer exige persistência e determinação.

Os pensamentos passam por minha cabeça e escorrem rapidamente; que eu pensava há minutos – se foi – Vai voltar? Pode ser.

Tenho que ir anotando, fragmentos para depois juntar e procurar coerência.

Posso escrever sobre história; história do Brasil fascinante e analisada no seu conjunto; geografia ligada à história; os estreitos geográficos que continuam sendo o gargalo político e militar do mundo.

Sobre a importância do povo de um país para que unido forme uma nação; o peso da língua para as nações, seu conhecimento e identificação do passado comum, das lutas pela unidade territorial da defesa de seu espaço.

Música: um tema também fascinante; a arte mais criativa da humanidade; não é natural é absolutamente humana. Lenin dizia que se tivesse ouvido mais o concerto do Imperador de Beethoven teria esquecido a Revolução Russa.

Nosso país que sobrevive com alegria e tantas dificuldades, sem lutas intestinas, sem revolta sangrenta, povo dócil e altivo. Este momento do país e do mundo, áspero e muito pouco generoso que acredito passará. “Tout passe” nós também.

A inteligência unida à honestidade intelectual.

As dores musculares e a diabetes: o tempo finito, o derradeiro retrato na estante, a memória e a vaidade.

A miséria ao lado do meu carro que passa na favela da Mangueira onde uma mendiga catava o que comer na lixeira com dois filhos pequenos, um em cada mão.

Fecho a janela e olho em frente. Nada a fazer?

A escola de Chicago manda não fazer nada.

Fecho a janela e esqueço!


 

Escute a playlist da Spotify com músicas sobre o Rio de Janeiro.


 

Criativos! é um diário digital voltado à Arte, Cultura e Economia Criativa e conta com a colaboração de centenas de artistas, criadores, jornalistas e pensadores da realidade brasileira.

Editado pela Cedro Rosa.

 

Música certificada para trilhas sonoras diversas, tudo online.

A Cedro Rosa produtora e distribuidora de música e conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo.


Junte-se a nós.


Sua plataforma digital funciona em 10 idiomas no mundo inteiro e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.


0 comentário

Comentarios


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page