top of page

‘Cyberpunk 2077’ inteligência artificial, genética, nanotecnologia


Ciberpunk 2077

Eis que, após oito anos, o tão esperado ‘Cyberpunk 2077’ foi lançado no Brasil. Inteligência artificial, genética, nanotecnologia, fusão homem e máquina, mostram que estamos no ponto de partida de uma mudança tecnológica exponencial. E o que esperar para o Futuro? Como será o mundo em 2077?


Apesar de ser uma obra de ficção, o título ‘Cyberpunk 2077’ é capaz de colocar o jogador em um universo distópico que possui desconfortáveis semelhanças com o nosso mundo.


O termo foi criado em 1980, pelo escritor Bruce Bethke, para o seu conto "Cyberpunk" que mescla ciência avançada, como as tecnologias de informação e a cibernética junto com algum grau de desintegração ou mudança radical no sistema social e civil vigente.


No cinema, filmes como Minority Report - A Nova Lei (2002) e o Homem Duplo (2006); além dos clássicos Blade Runner (1982) e Robocop – O Policial do Futuro (1987) são emblemáticos dessa temática, trazendo diversos dos elementos presentes em cyberpunk.


Já o game ‘Cyberpunk 2077’ promete ser a maior e mais detalha experiência audiovisual já criada sobre esse universo. O jogo apresenta mecânicas revolucionárias de combate e a possibilidade de customizar o personagem principal, por dentro e por fora, mudando o seu visual e principalmente os implantes corporais.


O jogo apresenta diversas facções criminosas e grandes corporações ditando a verdade da fictícia cidade em que se passa, Night City que poderá ser explorada num mundo aberto.

Além da grande imersão, o jogo oferece diversas maneiras de viver o contexto das missões apresentadas e possui suas regras retiradas dos jogos de tabuleiros que foram criados no fim dos anos 1980 por Mike Pondsmith.


Em entrevista à BBC, o desenvolvedor da obra original revelou que suas criações funcionam como um “aviso, não uma inspiração. Não deveríamos pensar em chegar a isso”. Pondsmith se refere à situação da sombria Night City, cidade em que ‘Cyberpunk 2077’ se passa.

O local é dominado por megacorporações gananciosas, melhorias cibernéticas ilegais e muita violência.“ Cyberpunk é um futuro distópico, que fica a cerca de cinco minutos de nossa existência atual. A tecnologia está alguns degraus acima, mas neste universo em particular, ela não é boa para as pessoas. A poluição aumenta a cada dia, o crime também, e a desigualdade social e econômica é simplesmente aceita”.


Nas próximas décadas viveremos a desmaterialização da tecnologia, onde os computadores abandonarão as mesas dos escritórios para se instalar nos olhos, nas paredes e em tudo o que nos rodeia. Os chips estarão integrados em praticamente tudo a nossa volta, transmitindo informação vital. A qualidade e a esperança média de vida aumentarão espantosamente e o envelhecimento será retardado. Teremos capacidade de escolher genes para os nossos filhos e criar novas formas de vida.


Você acha isso loucura? Então pense que há 13 anos atrás (em 2007), um smartphone ao ser lançado tinha mais potência do que os computadores da NASA que levaram o homem à Lua em 1969. Sendo assim, os saltos tecnológicos pós pandemia nos levam a crer que em 2077 provavelmente controlaremos os objetos à nossa volta através de novas tecnologias bem diferentes. É unânime a opinião de que a revolução em curso de nossa era é a maior e mais rápida de todas, com a interseção da genética, da nanotecnologia e da inteligência artificial.


Cyberpunk 2077 foi lançado com uma série de erros de dublagem na versão Português-BR e encontra-se disponível, no Brasil, desde o dia 10 de dezembro de 2020 para PC, Xbox One, Playstation 4.


Apesar das duras críticas de seus jogadores e sites especializados de games, a CD Projekt fará o possível para “recuperar a confiança dos jogadores”, uma vez que as versões para as novas gerações de consoles, como o Xbox Series e o Playstation 5, serão lançadas apenas em 2021.




 

Plataforma brasileira licencia músicas e administra direito autoral no mundo inteiro.

Games, Filmes, Publicidade, Novelas e outros gêneros podem licenciar músicas online


A Cedro Rosa lançou uma plataforma digital que funciona em 10 idiomas no mundo inteiro e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações para trilhas sonoras diversas.


Artistas, bandas, compositores, selos, etc podem abrir um perfil na Cedro Rosa e ter suas obras representadas para licenciamento.


O mundo da mídia e do entretenimento está ávido por obras certificadas para seus projetos audiovisuais que não param de crescer.


Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa





Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteúdo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.


 

Playlists no Youtube e Spotify

Músicas disponíveis para trilhas sonoras diversas, by Cedro Rosa




EletroSambaPop - Spotify

Pop HipHop Rock - Spotify




Mix Musical - Youtube

Para Dançar - Youtube

0 comentário

Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page