top of page

Don't you speak English?



Paula Sabbag

Como profissional na área de ensino da língua Inglesa há mais de 20 anos, sou suspeita ao dizer que o idioma é imprescindível não só no mercado de trabalho como no próprio ambiente corporativo. Os desafios são diários: falar com estrangeiros, participar de vídeo conferências e treinamentos (hoje mais do que nunca), fazer relatórios enviar e-mails, preparar apresentações. Além claro, do aspecto social, seja através da comunicação em viagens como na compreensão de coisas simples do dia a dia.


E eu frequentemente ouço de alunos de diversas idades, áreas e históricos de aprendizado do idioma frases do tipo: preciso me tornar fluente, tenho que pensar em Inglês, entendo mas não consigo falar e por aí vai. E quando a preocupação se limita ao aprendizado ou aperfeiçoamento do idioma, tudo bem. Isso tem que fazer parte da nossa trajetória como estudantes, afinal sempre podemos melhorar. O problema é que tem muita gente sofrendo com o " aprender Inglês".

Vamos tirar uma carga disso tudo porque está ficando pesada demais para quem já fala o idioma, para quem está se aprimorando, para quem iniciou o aprendizado agora ou para quem ainda quer aprender. Você não precisa ter o Inglês perfeito pra se comunicar...e neste momento, imagino alguns colegas de profissão puxando os próprios cabelos. Deixa eu explicar melhor então o que estou querendo dizer. A cobrança por um Inglês impecável está gerando ansiedade e muitas vezes levando os estudantes à frustração.


 

Escutar musica instrumental me acalma, amo. Adoro essa playlist!

 

Pessoal, a comunicação não se dá somente pelo nível de fluência do idioma das pessoas. É óbvio que esse fator é extremamente importante. Porém, há outro fator que para mim é igualmente importante e que é pouco discutido.

E o papel do "outro" interlocutor? Será que ele é um bom ouvinte? Será que está contribuindo o suficiente para uma comunicação bem sucedida? Sendo assim, não podemos nos sentir 100% responsáveis pelo sucesso em qualquer tipo de comunicação com alguém que não fala o nosso idioma. A responsabilidade é 50/50. Cada um tem que fazer sua parte. Porque a questão central da comunicação é nos entendermos, chegarmos juntos a um resultado comum, seja ele qual for.


Não é pra isso que a gente se comunica?

Então fica aqui meu conselho. Faça sua parte na comunicação de forma simples, humilde e eficaz. Se cobre de maneira positiva, pois disciplina e foco farão a diferença em seus resultados. O estudo de um idioma tem que ter constância e consistência. Porém, não se frustre com você mesmo porque o interlocutor não fez a parte dele. Não se culpe se não conseguiu entender porque ele talvez não tenha agido com a empatia e o respeito necessários ao se comunicar com falantes não nativos.

E lembre-se sempre de se parabenizar e se valorizar por estar buscando através do aprendizado de qualquer idioma, ser um cidadão do mundo!


 

A melhor maneira de combater o desemprego na cadeia musical da musica é usar trilhas sonoras brasileiras em videos, filmes e campanhas publicitarias!



Plataforma digital permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro. Tudo online!


A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



 

O que rola na internet?



Como acessar sua criatividade?



Rock na Cedro Rosa.



Por Dentro da Cedro Rosa - O trabalho do produtor musical, com Edson Magaiver.

Apresentação: Luana Oliveira.



+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page