top of page

Ajuda de USD 900 bilhões apoiará indústria musical independente nos Estados Unidos com USD 15 bi

TRUMP, que se recusa-se a aceitar a medida, acabou assinando.

Senadora Amy Klobuchar em sessão no senado americano / fonte: Youtube

O projeto de estímulo COVID-19 de US $ 900 bilhões, aprovado pelo congresso americano nesta semana, apresentado pelos senadores Amy Klobuchar e John Cornyn injetará US $ 15 bilhões na indústria cultural, especialmente os independentes.


O ainda presidente Trump, que se recusava a assinar essa nova medida, argumentando que o projeto concede muito dinheiro para interesses especiais, projetos culturais e ajuda estrangeira, mas que US$ 600 para milhões de americanos seria pouco, acabou concordando em assinar. Ele exigia que a ajuda aos americanos fosse aumentado para US$ 2.000.


Biden irá assumir o governo no dia 20 de janeiro.


Além dos Estados Unidos, paises como Inglaterra, França e Austrália aprovaram uma série de medidas de apôio às artes, museus, teatros, casas de shows, etc.


No Brasil, em especial, do Rio de Janeiro, inúmeros restaurantes e casas de shows estão fechando para sempre, sem nenhum tipo de apoio, já que a Lei Aldir Blanc está atolada em uma rede de burocracia, atrasando demais os repasses.


Para piorar, o meio artistico e cultural enfrenta uma grande ofensiva do governo federal e de leis estaduais e municipais que enfraquecem suas atividades.


Um exemplo da perseguição aos artistas é a Lei Estadual 8120/2018, de Flávio Bolsonaro, que proíbe atividades artísticas e musicais em trem, barcas e metrô, no Rio de Janeiro.


 

Playlists de música brasileira no Youtube e Spotify

Obras disponíveis para trilhas sonoras diversas na Cedro Rosa.



Roda de Samba / Spotify

Para Dançar / Spotify

Escute a Mix Musical Cedro Rosal, em playlist na Spotify.



O Baile / Youtube

Sambas pra Cantar e Dançar / Youtube


 

A Cedro Rosa, produtora e distribuidora de música e conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo inova com plataforma digital de licenciamento de músicas e streaming de conteúdos para terceiros


"O streaming veio para ficar", afirma Tuninho Galante


Quando se encontrou por acaso no Carnaval de 2020 em em uma farmácia em New York City, o músico e produtor Tuninho Galante, disse a Sergio Costa e Silva que o streaming seria uma realidade a partir do ano de 2020 e sugeriu a Sergio que gravasse e transmitisse todos os seus futuros concertos.

Mal sabiam que que estavam falando de uma realidade muito mais impositiva e urgente; a pandemia alastrara-se pelo mundo, tendo New York como um dos maiores pólos de contaminação - os dois sairam a tempo do lockdown e todas as atividades presenciais foram proibidas.


Galante, como faz todos os anos, tinha ido trabalhar na filial de New York da Cedro Rosa e trazia equipamentos de streaming de alta qualidade, para cobertura de eventos ao vivo.


"A pandemia somente adiantou o processo irreversível de SVOD, o streaming de vídeos on demand. Os grande conglomerados de comunicação e produção já se mobilizaram para essa nova realidade", afirma Galante.


Assista ao RioHarpFestival, no Youtube.

Produção Carpex / Música no Museu / Sergio Costa e Silva

Transmissão em streaming / Cedro Rosa.




Segundo o produtor, a Cedro Rosa está "up to date" para atender a todas as demandas de gravação e transmissão ao vivo.

A plataforma digital funciona em 10 idiomas no mundo inteiro e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.





Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



 

Ana de Hollanda, Roberto Menescal e Glória Braga conversam sobre música e direito autoral na Cedro Rosa.


A Cedro Rosa promoveu um animado papo com o compositor e produtor Roberto Menescal, a ex-Ministra da Cultura e compositora Ana de Hollanda e a advogada e ex-superintendente-geral do ECAD, Gloria Braga sobre a perseguição aos artistas e ao direito autoral.


Assista.


Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page