top of page

A viagem




Todo evento triste e trágico como o acidente de avião ocorrido na última sexta feira onde entre as pessoas que se foram estava a excelente e carismática cantora Marília Mendonça, traz uma comoção geral, independente de gostos musicais e crenças religiosas. Ali se foram cinco vidas igualmente especiais e ficaram cinco famílias dilaceradas em dor, bem como todos nós que mesmo não sendo familiares sentimos o pesar por quem foi e por quem ficou.


Com isso, todos nós começamos a refletir sobre a brevidade e fragilidade da vida. E mesmo que não seja por nossa própria opção, somos cercados de todos os lados por mensagens, textos, discursos e afins falando sobre como devemos valorizar o nosso momento terreno por não sabermos até quando estaremos por aqui.


E por alguns dias, talvez semanas, aquilo realmente gruda em nossa mente como refrão de música e repensamos nosso modo de viver a vida, de agir com o outro, de valorizar as pessoas, de tomar ações, de vivenciar nossos relacionamentos entre outros.


Vai passando o tempo e o assunto fica menos intenso, e mesmo com a tristeza do ocorrido, esses questionamentos vão aos poucos se esvaindo no meio de nossa rotina, nossas responsabilidades. Nos encontramos novamente imersos em nossa realidade e tudo parece ir "voltando ao normal", obviamente pelo menos para os que não são familiares e nem próximos das vítimas do acidente em questão.


Aí eu me pergunto: por quê será que essa reavaliação também é tão breve? Basta uma fechada no trânsito, um desentendimento no trabalho, um contratempo burocrático no banco, um diálogo desconfortável com algum familiar, uma perda material, que esquecemos completamente de respirar, de agradecer, de valorizar quem e o que temos. Esquecemos de ver o pôr do sol, de cantar a música em voz alta, de gargalhar por besteiras, de passar mais tempo com quem amamos, de compreender os outros e até nós mesmos.


E principalmente, esquecemos de continuar nos esforçando para ser um ser humano melhor, relevar mais, reclamar menos, abraçar mais (sim, já estamos podendo aos poucos fazer isso), julgar menos. Sim, a vida continua e o processo de se viver melhor é contínuo e não deveria estar atrelado a algum acidente, incidente, data comemorativa. Ele é um processo diário de acordar, olhar à nossa volta e agradecer por tudo e cada coisa. É a vontade constante de se esforçar por ser mais, por fazer aos outros o que gostaríamos que fizessem a nós, fazer por nós o que fazemos pelos que mais amamos, viver o hoje intensamente.


Espero que essa reflexão traga a vocês o real desejo de ser feliz e positivo apesar dos pesares, apesar de qualquer coisa. Claro que temos dias bons e ruins, isso faz parte. E claro que vivenciamos momentos políticos, financeiros e pessoais muito difíceis. Como já dizia Zeca Pagodinho em sua canção O dono da dor, "o dono da dor sabe quanto dói". Mas lembremos que a vida é uma viagem. E amanhã talvez não estejamos mais aqui. Que possamos desfrutar dela da melhor maneira, aprender e evoluir o máximo possível.



 

Amor



Romance


 

Siga a Cedro Rosa.

 

Cedro Rosa cria Plataforma mundial de música em 10 idiomas para gerir direitos autorais e licenciar e distribuir obras musicais.





Músicos, compositores, bandas, mídia, produtores de cinema, streaming, TV, publicidade e games em um único ambiente digital, para negócios de licenciamento.



Abra um perfil agora


Plataforma digital permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro. Todo mundo pode escutar músicas e podcasts de graça.



A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.


Acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas músicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page