3 Sonetos




SONETO DE URGÊNCIA


O tempo assenhorou-se da razão! Das razões!

E diante dele nos prostramos sem protesto

Seguimos nosso credo e todo o resto

E ele – como disse o Aldir - a adormecer as paixões