top of page

Disney faz mudança radical. Streaming revoluciona forma de produção e consumo de conteúdos no mundo.


Nesta segunda-feira, dia 12 de outubro, a Disney anunciou uma grande reorganização em seus negócios de mídia e entretenimento: opção total por serviços de streaming, com distribuição da Disney e Disney + e suas outras marcas e plataformas.


Com esta medida, as ações da Disney aumentaram em 6% em Wall Street.


Credito: MULAN - Walt Disney - foto: Youtube
Credito: MULAN - Walt Disney - foto: Youtube

Enquanto o mundo está em compasso de espera por uma vacina contra o Covid-19, o show tem que continuar... Empresas, produtores, artistas e a indústria do entretenimento de conteúdo adaptaram-se para continuar produzindo.


Além da Disney outras gigantes se mexeram. Destaques para a Netflix, que produziu a série Homemade, com grandes realizadores trabalhando sozinhos ou em casa, durante a pandemia e TV Globo, que também usou a criatividade de sua equipe para trabalhos caseiros com grande qualidade, como a série "Diário de um Confinado", com Bruno Mazzeo.


" A Era Digital revolucionou a produção, a distribuição, o consumo e a fruição dos produtos, a pandemia veio apenas apressar esse processo" , afirma Tuninho Galante, da Cedro Rosa, uma produtora, distribuidora e administradora de direitos de musicas e conteudos.


Como o Brasil se comporta no cenário digital



Embora (ainda) não produza tecnologia de ponta nem na internet, nem em equipamentos ou em streaming, o Brasil se destaca na qualidade de consumidor de novidades tecnológicas e usuário amigável de internet.


O país está entre os primeiros em qualquer cenário de uso de tecnologia digital e de streaming. Os brasileiros estão entre os que mais usam mídias sociais como Facebook, Instagram e plataformas como o Youtube, incluindo grandes audiêcias em Lives.


Somos também um dos campeões mundiais do uso de whatsapp.

O Brasil tem o segundo maior número de assinantes e é o terceiro maior mercado da NETFLX em 2020.


O mercado internacional de streaming está acarretando uma grande corrida de outros gigantes como Amazon, Apple e Globo pelo mercado de conteúdos.


Para atender a demandas deste segmento, a Cedro Rosa criou duas áres distintas: departamento exclusivo de produção e transmissão de streaming nas áreas de cultura, artes e corporativa e a plataforma digital de licenciamento online de musicas.


Streaming e Lives Cedro Rosa


"Uma Live sem edição transmitida ao vivo mesmo já traz os problemas naturais de atraso de internet e captação desigual por telefones e computadores caseiros, mas há necessidade de um cuidado mínimo de layout, pauta e roteiro. São cuidados básicos para se proteger marcas e reputações de quem está participando", indica Galante, acrescentando que "o streaming precisa ser atraente e cuidado, porque concorre e perde para os inúmeros imputs que temos no dia a dia, como demandas caseiras, familiares, dispersão natural e com outras Lives de qualidade".


Assistam à Live (ao vivo mesmo, sem edição)

sobre o projeto "HarpFestival" realizada pela Cedro Rosa.


Participam Sergio Costa e Silva," criador e produtor do projeto, a harpista Vanja Ferreira, Pedro Vilela Garcia, da Eletrobrás, patrocinadora, além de Tuninho Galante, da Cedro Rosa, que distribuiu o streaming dos projetos durantes os meses de agosto e setembro de 2020.




 

Plataforma digital de licenciamento online Cedro Rosa


A Cedro Rosa, que tem sedes no Rio de Janeiro, Nova Iorque e Toquio, criou ainda uma plataforma plataforma digital que está disponível em 10 idiomas que faz representação, administração e distribuição de músicas certificadas, com licenciamento online.

"Registramos as músicas e gravações de artistas do mundo inteiro, criando códigos internacionais de catalogação, protegendo assim suas autorias e, ao mesmo tempo, oferecemos ao mercado do entretenimento e conteúdo obras e gravações certificadas, prontas para serem usadas em seus filmes, séries, campanhas, games, etc, tudo online", explica Galante, CEO da Cedro Rosa.

Uma das maiores dificuldades do mundo do entretenimento e de conteúdos é o licenciamento de direitos autorais de música. Em função deste problema, a Cedro Rosa Digital reúne, em um mesmo ambiente, de um lado os criadores e produtores de música certificada, pronta para ser licenciada para diversos usos e, de outro lado, a industria da midia, games e entretenimento que precisa dessas musicas para suas producoes.


Para ter acesso a mais de 3 000 mil obras e gravações de mais de 200 autores, basta abrir um perfil na Cedro Rosa.



 

Criativos! é uma revista digital de Arte, Cultura e Economia Criativa e conta com a colaboração de centenas de artistas, criadores, jornalistas e pensadores da realidade brasileira.

Editado pela Cedro Rosa.

 

Ads



 

Comentários


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page