top of page

Um governo que queria o poder máximo, não consegue o mínimo.


Jair Bolsonaro - fonte: Lives Internet


O presidente Bolsonaro queria poder absoluto, o que o presidencialismo já é bastante generoso nesse assunto, porque ele é um tirano e um antidemocrata na raiz.


É por isso que se cerca de militares e milícias por todos os lados, isolado numa ilha do Planalto Central do Brasil. Às margens disso, vemos o processo de aceleração de armamento pra população civil se escancarar mais ainda. Em contrapartida insurge-se o STF e barra as loucuras dele, pelo menos as mais nefastas de que se tem notícia, principalmente as ambientais.


Como não há um movimento civil organizado pra se contrapor, a todas essas intempéries, fica o Supremo como protetor da “legalidade” maior e o alvo precípuo, devido poderio que detém a alta corte. Nesse ínterim, o gabinete do ódio e sua horda de lunáticos, tipo o “bombadão”, são acionados e se lançam contra o Supremo de todos modos principalmente com fake news e grosserias gratuitas diversas, o que é uma característica marcantemente ideológica dos seguidores desse governo.


 

Escute o disco "A Música de Mestre Galvão",

lançado pela Cedro Rosa.

 

Nessa pressão, as investigações das fake news pelo STF vão indo de vento em popa, muito aceleradas e avançam pra um desfecho ainda incerto, mas desagradável para o governo. Os soldados do mito são rifados, na linha de frente e outros já fugiram para o exterior. Esse processo todo se dá em todas as instituições e pessoas que se opõem ao cominho do governo e biografias são execradas publicamente.


É claro que tudo isso gera um ambiente político envenenado e tóxico na condução da política por esse cidadão chamado de Mito, mas é um Mito que mente compulsivamente pra população e como se arvora a ser deus, sua cloroquina virou contra o capitão em outros tantos processos, no campo da pandemia, que vão ser decisivos rumo ao patíbulo dele ou não. Ou seja, nós temos um governo que não sabe conviver pacificamente com as leis estabelecidas, desde o primeiro dia do mandato.


E assim todos são os culpados, porque "não deixam o governo governar" e gera um círculo vicioso nessa trajetória de dois anos, na economia, onde o governo nunca apresentou um projeto real contra o desemprego, a única ladainha que tem seu Ministro da Economia é vender as estatais. O meme que circula é que o governo não tem culpa de nada, em todos os sentidos da administração pública.


O desemprego chegou em níveis estratosféricos, a fome avança sem respostas. Temos ainda as desculpas da pandemia, o que piorou mais ainda, é claro, o que não é verdade como um todo, em absoluto. E pra não despencar sua popularidade está batalhando pra finalizar o novo auxílio emergencial. E pra piorar as coisas Bolsonaro, desde de sempre entra em redes de enrascadas pra proteger os filhos delinquentes e seu entorno, acusados até as tampas de peculato, interferindo diretamente na PF, aparelhando o Ministério Público e outros, acumulando mais desconforto na independência dos poderes.


E pra piorar ainda, se aliou com que há de mais vil na política via centrão pra impedir o seu afastamento, saqueando os cargos públicos pra acomodar essa camarilha de criminosos.


Essa é a contradição fatal dessa crise, a meu ver: um governo que queria o poder máximo, não consegue ter o poder mínimo.


Raimundo Galvão é músico, compositor e jornalista.


 

Artistas Cedro Rosa


Toninho Nascimento, autor de grandes sucessos de Clara Nunes, Paulinho da Viola

e Roberto Ribeiro, entre outros.



Maestro Marinho Boffa


 

Plataforma digital brasileira ajuda comunidade musical e mundo da mídia e entrenimento a licenciarem musicas certificadas para trilhas sonoras, desde um simples video no youtube a publicidade, em poucos cliques.


A Cedro Rosa lançou uma plataforma digital brasileira que ajuda artistas, compositores e produtores de TV, Cinema, Publicidade, Games a encontrar músicas certificadas para licenciamentos.


A plataforma digital da CEDRO ROSA funciona em 10 idiomas no mundo inteiro e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.




Compositores, artista e bandas podem ter suas músicas nas trilhas sonoras dos maiores maiores conteúdos do mundo, através da Cedro Rosa. Produtores de conteúdo de todo mundo podem encontrar músicas certificadas, prontas para serem licenciadas.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Rádios, produtoras de cinema e conteúdo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.


 

Escute excelentes playlists da Spotify e Youtube

Repertório Cedro Rosa, disponível para trilhas sonoras e licenciamentos.



Manhattan Lounge Bossa Nova in 3 hours - Spotify

Viagem Instrumental - Spotify




Manhattan Lounge Bossa Nova - Youtube

Sambas para Cantar e Dançar - Youtube


 

Leia, assine e Compartilhe a revista CRIATIVOS!

O melhor da Cultura, Arte e Economia


0 comentário

Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page