Robôs enganam Spotify e Apple para aumentar streaming de artistas, desviando USD 300 milhões



A indústria da música sempre foi alvo de "jogadas", algumas promocionais aceitáveis e outras por baixo dos panos, como o pagamentos de "jabás", ou "pay for play", (pagar para tocar) determinadas músicas, manipulando sucessos e gosto popular.


Como estamos na Era Digital, a novidade agora são as "fazendas de streaming", ou seja, robôs que escutam determinadas músicas, enganando os sistemas de grandes empresas como Spotify e Apple Music.