Os 11 de Campo Grande


Na raiz da história estavam Mafalda e Henrique.


Ela, uma sinhazinha que perdeu tudo da noite para o dia e partir daí não perdeu mais aquela tristeza no olhar.

Ele, dirigente do Partidão, comunista convicto desde sua terra natal, Belém do Pará.

Deles nasceram 11 filhos: quatro moças, todas lindas (Zeli, Neli, Nini, Sueli), e sete rapazes (Zezé, Quinho, Jorginho, Celsinho, Loca, Nenza e Filhinho).


Cada um a seu jeito, todos muito divertidos no convívio diário e com personalidades muito fortes.

A primeira a partir foi Nini, que nem cheguei a conhecer, mas de quem guardo uma história contada por minha mãe, que lhe pediu um vestido emprestado para ir namorar na Estação (era assim que se fazia naqueles tempos e naquele Campo Grande, à época ainda Zona Rural do Rio de Janeiro) . Porém, passou todo tempo seguindo a irmã de longe, meio as escondidas, e gesticulando pra ela tomar cuidado com a roupa.