top of page

Que música você quer ouvir?  Folhetim quinzenal em 7 capítulos - Capítulo 4



 

A manhã seguinte despertou amena e agradável como costumam ser as manhãs de Outono. Logo o radialista passaria a caminho da Rádio. O Choro Apanhei te Cavaquinho, reverberava pelas janelas do sobradinho amarelo quando o homem chegou. Pelas frestas da veneziana, Benjamim flagrou o sorriso escancarado no rosto barbeado e jura ter visto o radialista sair saltitando, ensaiando um sapateado meio atrapalhado a caminho da emissora. Não sem antes lançar um olhar de reverência para o sobrado, como se agradecesse. Um pouco mais tarde Benjamin confere feliz, o resultado da sua escolha musical. Boa notícia: A prefeitura entrega mais um posto de saúde à população.


Benjamim ainda curtia a doce constatação de que podia influir na vida das pessoas quando ouviu as batidas à porta. Era avesso a campainhas. Foi ver quem era e ficou petrificado ao reconhecer a visita: Maria Severa, dos fados! A surpresa de imediato dera lugar à satisfação, denunciada pelo sorriso largo que certamente iluminou seu rosto ante a visitante inesperada. Há tempos não se viam. “Entre”. Disse Benjamin que se apressou em coar mais café. Severa, era uma velha amiga que conhecera em noites improváveis e maravilhosas quando ela cantava fado numa casa noturna. “Lisboa, velha cidade...” O fado é uma música que mexe com Benjamim.  

Nas viagens imaginárias pelos inúmeros cadernos de turismo, Benjamim perambulou em Lisboa, pela Alfama e arredores. Andara pelas vielas estreitas com as casas identificadas pelos originários do Fado. A casa de Severa era agora um botequim? Benjamin tem surtos de confusão entre o que é real e o que é sonho. Falsas lembranças. Tomam café e conversam sobre a música. Sobre a grande Amália Rodrigues que por muito tempo era tida como colaboradora de Salazar. “Não. Claro que não. A cantora era escorregadia, um camaleão que mudava de cor para sobreviver. Ela chegou a apoiar os comunistas durante a ditadura”, revelou, Severa.


Mais tarde, Benjamim compartilhara com sua visita outras boas notícias no rádio. No início da tarde, Maria Severa partiu. Benjamim foi até a velha cômoda e pegou numa gaveta, a coleção de cartões postais. Sua grande distração. Refletiu sobre as verdades da vida, que nada mais são do que um punhado de nadas. Pensou na aparente insignificância do viver. Ele vê a imagem da vida adornada de purpurina e emitindo sons, como a se dar alguma importância. Coloca um fado na vitrola. Deita no sofá e nem sente a realidade - ou as falsas lembranças - se dissolverem. Adormece. A agulha chega a último sulco e cala Amália Rodrigues. Amanhã será outra manhã de outono. 


“Não sei não sabe ninguém

Por que canto o fado

Neste tom magoado

De dor e de pranto

E neste tormento

Todo o sofrimento

Eu sinto que a alma

Cá dentro se acalma

Nos versos que canto

Foi Deus

Que deu luz aos olhos

Perfumou as rosas

Deu ouro ao Sol

E prata ao luar

Foi Deus

Que me pôs no peito

Um rosário de penas

Que vou desfiando

E choro a cantar


E pôs as estrelas no céu

E fez o espaço sem fim

Deu o luto as andorinhas

Ai e deu-me esta voz a mim


Foi Deus

Que deu voz ao vento

Luz ao firmamento

E deu o azul as ondasdo mar foi Deus

Que me pôs no peito

Um rosário de penas

Que vou desfiando

E choro a cantar

Fez poeta o rouxinol

Pôs no campo o alecrim

Deu as flores à primavera

Ai e deu-me esta voz a mim”


.(Foi Deus/ Alberto Janes) 


 

Indústria Criativa: Impulsionando o Desenvolvimento Humano

e a Música Independente Internacional



A Indústria Criativa desempenha um papel fundamental no impulsionamento do desenvolvimento humano, promovendo a expressão cultural, a inovação e a inclusão social. Compreendendo diversos segmentos como música, literatura, design, cinema e gastronomia, essa indústria não apenas gera empregos e renda, mas também fortalece identidades culturais e estimula a criatividade.



No cenário musical, a  Cedro Rosa Digital se destaca ao certificar e distribuir obras e gravações, permitindo que artistas independentes ao redor do mundo profissionalizem sua carreira e sejam remunerados de forma justa. Através dessa plataforma inovadora, compositores independentes têm acesso a mercados internacionais, ampliando suas oportunidades e recebendo royalties pelos seus trabalhos.



A Cedro Rosa Digital não apenas democratiza o acesso à música independente, mas também contribui significativamente para a valorização do trabalho artístico, impulsionando a diversidade cultural e fomentando o desenvolvimento humano através da arte e da criatividade.

0 comentário

Comentarios


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page