top of page

Os mascarados


Paula Sabbag


Quando comecei minha parceira aqui na revista Criativos percebi que tudo que acontecia à minha volta me motivava a escrever. E hoje vou falar sobre um assunto que passou a ser parte de nosso dia a dia há uns 2 anos. Não, o tema não é a pandemia e suas numerosas e desastrosas consequências, mas é algo relacionado à ela: as máscaras.


Lugar comum falar que esse acessório se tornou parte da vida do cidadão no mundo todo e que a sua utilização se faz extremamente necessária para a nossa proteção e cuidado contra a Covid 19 assim como outras doenças também. No mercado há centenas de modelos de máscara, de inúmeros materiais e tecidos, de tudo quanto é tipo. E obviamente já temos várias pesquisas e rankings com as melhores máscaras no quesito proteção que claro, é sua função primordial. Mas hoje escrevo sobre esse acessório abordando outros pontos que observei e que me fizeram pensar.


Dentro de um consultório aguardando um exame, notei uma moça que harmonizou graciosamente sua roupa: top preto, cardigan amarelo, saia amarela com alguns desenhos coloridos, sapato preto e máscara preta. Achei que a combinação ficou tão bonita e fiquei pensando, a danada da máscara de fato se tornou, além de um item de proteção, um acessório para combinar com o look diário. Poderia arriscar dizendo que o público feminino predominantemente cuida dessa combinação. Mas tenho certeza de que muitos homens também se preocupam se a máscara vai combinar com a roupa ou sapato. E acho um barato observar as pessoas combinarem esse novo acessório.


Aí outras coisas vieram à minha mente. Fiquei me perguntando, será que tem gente passando por conhecidos na rua e fingindo que não os reconhecem por conta da máscara só pra não ter que parar pra falar com fulano/a? Será que na hora do flerte há muita frustração quando as pessoas vêem os possíveis pretendentes sem máscara e se dão conta de que o rosto do tal paquera não é como imaginavam? Será que tem malandro aproveitando pra cometer delitos achando que não vai ser pego? E mulher que esquece, passa o batom pra sair e quando tira a máscara, tem batom na máscara, ao redor da boca?


Muitos dizem que ela incomoda (sou desse time). Outros já se adaptaram e não ligam mais. No inverno ela ajudou o rosto a ficar quentinho. No verão fez a gente suar mais e ter falta de ar. Tem galera usando máscara pra defender seus gostos, pontos de vista, passar alguma mensagem e até protestar.

Mas apesar dela cobrir toda a parte inferior do nosso rosto, me chama bastante atenção e vale a pena mencionar aqui que sorrimos com os olhos. Ao conversamos com as pessoas podemos notar quando a maioria delas sorriem. Eu admiro esse tipo de sorriso.


Vou terminando esse papo com vocês dizendo que não sabemos por quanto tempo ainda teremos esse acessório conosco, no nosso dia a dia. Alguns dizem que não vai mais embora... Outros que logo estaremos livres delas. Mas fica aqui ainda a minha lembrança a quem, apesar do caos e tristeza instalados no mundo por conta dessa situação toda, ainda encontra alegria e motivação pra seguir nas pequenas coisas da vida. Nem que essa motivação signifique escolher uma máscara combinando com a cor da blusa.


 

Vida inteligente na internet



Gerando Renda - Trilha Sonora Solidária

Pequenas Negócios, Entidades Culturais.



Escute algumas das 100 músicas aqui.




25 Horas de Boa Música


 


Plataforma digital de música grátis?


Músicos, compositores, bandas, mídia, produtores de cinema, streaming, TV, publicidade e games em um único ambiente digital, para negócios de licenciamento.



Abra um perfil agora



Cedro Rosa cria plataforma digital que permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro. Todo mundo pode escutar músicas e podcasts de graça.

Tudo online!



A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.


Acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.




 

25 horas de música




Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page