top of page

Opinião / Um louco no poder é capaz de tudo!


Por Mestre Galvão, para Criativos!



Mestre Galvão

O presidente Jair Bolsonaro é delirante. É uma espécie de Dom Quixote vivendo num mundo imaginário, à parte da realidade. É um governo desconexo, fora da curva. É como se ele governasse para o cercadinho, para um bando de idólatras. O Brasil pra ele é o cercado e é ali que ele se sente amado e protegido. O que ele diz naquele ambiente é aplaudido e endeusado, seu ego se fortalece e dá energia pra seguir adiante, mas passou daquele marco, ele enlouquece porque a realidade é bruta e dolorosa. E por mais que sejam postas muitas quantidades de realidades no seu horizonte, como autodefesa, ele trava e constrói uma narrativa irreal, aparentemente válida em razão do modus operandi do negacionismo.


O negacionismo é o seu modelo, é o jeito como o governo marcha, essa é a sua "ideologia" usada como um canivete suíço pra quebrar extravagantes patéticos castelos de areias. Por exemplo, quando ele afirma que foi o presidente no mundo que melhor enfrentou a questão da epidemia, na realidade ele não está blefando, porque ele acredita no seu próprio enredo, na sua trama consubstanciada no desejo, ele tem desejos, fé, não projetos ou uma compreensão intelectual.


Ele não quer discutir os problemas do país, ele só quer acreditar, criando um circulo vicioso, que o faz andar pelo próprio caminho alienado. Uma das chaves pra desvendar esse delírio é que para qualquer problema, sempre há um culpado, nunca ele, ele é o mito, um mito não comete erro, ele é o messias salvador, até foi acrescentado no nome essa espécie de marca de deuses da mitologia. Os seus seguidores são o exército esfarrapado de Brancaleone, mas bem arrumados marchando nesse delírio aparentemente em harmonia.


Durante esses dois anos ele fez muitas apostas e uma delas foi a Cloroquina, que está mofando nos quartéis, por absoluta inutilidade. Ele queria dar ao mundo a cura da Covid-19 através desse medicamento, ele acreditava delirantemente que ia ser a sua vitória como o salvador da pátria via cloroquina. Note que um dos seus maiores prazeres é dizer "eu tinha razão, eu estava certo", mas nunca conseguiu tal hegemonia, fora do cercadinho.



 

Ouça a música Baião Fraternal , de Rubenio Marcelo e Mestre Galvão.

Repertório Cedro Rosa.

 

Bolsonaro tem incontáveis imaginários inimigos, um dos mais recorrentes é o comunismo. O comunismo é um demônio que o atormenta. Mas não se sabe o que é esse diabo comunista, parece que é uma pasta pasteurizada que serve pra tudo. Qualquer um que se aventure no seu caminho é comunista.


O Brasil hoje é governado por uma pessoa doente, insana. A economia vai mal, e mesmo antes da explosão do vírus no mundo, o primeiro PIB do governo foi pífio. O braço econômico do governo não apresentou um plano de recuperação da economia, a não ser com a venda das estatais, recursos esses que logo serão exauridos, pela completa incapacidade administrativa.


O governo não será catapultado pra longe pelos seus arroubos de delírios, mas sim pela realidade econômica: a recessão se avizinha de um modo assustador e arrebatador.


Que os deuses se compadeçam dos brasileiros.


 

Escute A Música de Mestre Galvão nas plataforma de streaming.

Repertório Cedro Rosa, disponível para trilhas sonoras.





Clique nos ícones e escute em sua plataforma de streaming. Baixe esse repertório!








 

Setores de música e audiovisual geram milhões de empregos e bilhões de dólares no mundo e são segmento estratégico de desenvolvimento da Indústria criativa.


"O setor de conteúdo, é o petróleo da era digital", afirma Tuninho Galante, CEO da Cedro Rosa.


"O que move o conteúdo são a música e o audiovisual. Gigantes que migraram da área de tecnologia para o segmento de conteúdos, como Amazon, Apple e Google estão aí para comprovar", conclui Galante, acrescentando que a Globo acaba de anunciar o investimento de 250 milhões de dólares na GloboPlay.



Plataforma digital brasileira 10 idiomas lança serviço de administração de direito autoral, distribuição e licenciamentos de músicas.


A Cedro Rosa riou uma plataforma digital em 10 idiomas que administra direitos musicais de mais de 3 000 mil obras e 200 autores.


"Hoje em dia muita gente se autoproduz, mas as obras musicais e as gravações precisam ter os certificados internacionais, chamados ISWC e ISRC, caso contrário não recebem royalties", afirma Tuninho Galante.


E pior, "as produtoras de video, cinema, publicidade e games não licenciam obras sem certificados", conclui Galante.


A demanda é imensa, produtores pequenos, medios e grandes de todo mundo sempre estão procurando músicas, mas elas precisam estar "copyrighted", ou seja, envelopada para serem licenciadas para as produções, sejam de um video no youtube, um comercial ou uma produção mais cuidada.


O acesso á plataforma da Cedro Rosa é gratuito, qualquer um pode abrir um perfil, apenas com nome e email.




A indústria da mídia e entretenimento como TVs, rádios, produtoras de cinema, games, publicidade, streaming e conteúdo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente no site da Cedro Rosa.





É muito fácil usar a plataforma. Totalmente gratis, basta apenas e-mail e nome para abrir um perfil. Músicos, cantores, bandas, jornalistas, empresas de midia, produtores de cinema, publicidade, Teatro, TV, etc podem




Música para sincronização em conteúdos: Cedro Rosa.




Escute excelentes playlists da Spotify e Youtube

Repertório Cedro Rosa, disponível para trilhas sonoras e licenciamentos.



Manhattan Lounge Bossa Nova in 3 hours - Spotify

Viagem Instrumental - Spotify




Manhattan Lounge Bossa Nova - Youtube

Sambas para Cantar e Dançar - Youtube


 

Criativos! é uma revista digital de Arte, Cultura e Economia Criativa e conta com a colaboração de centenas de artistas, criadores, jornalistas e pensadores da realidade brasileira.

Editado pela Cedro Rosa.



0 comentário

Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page