O Futebol Virtual só cresce no Brasil

Eduardo Brasil, para CRIATIVOS CR Zine.


Na semana passada, o Botafogo Futebol e Regatas (RJ) anunciou sua parceira com a empresa de entretenimento Bird Cia. para o lançamento de uma equipe profissional de Pro Evolution Soccer (PES). Os novos contratados disputarão o Campeonato Brasileiro de Futebol Digital PES 11x11, uma espécie do "Brasileirão de PES", em torneio oficial da Konami ainda sem data prevista.

O clube declarou que trará novidades em breve também para o cenário de e-sports em jogos como Free Fire, Valorant e Rainbow Six.

Diversos outros clubes do futebol brasileiro estão presentes nos eSports. Flamengo e Cruzeiro, por exemplo, contam com atletas no Campeonato Brasileiro de League of Legends (LoL), que é a principal competição de esporte eletrônico do país e também na Série A da LBFF (Liga Brasileira de Free Fire). O Pro Evolution Soccer (PES) tem sido uma das principais portas de entrada das equipes no cenário virtual, mesclado à bandeira de times brasileiros consagrados, como uma oportunidade em tempos de pandemia.

No momento em que o futebol brasileiro esteve paralisado por conta do coronavírus, o público encontrou uma forma diferente e divertida de se reaproximar de seus ídolos através do videogame.

Gabigol, do Flamengo, Soteldo, do Santos e o atacante Talles Magno, do Vasco, entre outros profissionais se encontraram no gramado virtual a fim de representar seus clubes e fazer a festa da torcida em um campeonato que foi batizado como Futebol de Casa.