top of page

O desafio de ser criativo.


José Luiz Alquéres

É da natureza do ser humano criar. Suas faculdades intelectuais vem permitindo que ele se desenvolva de forma fantástica ,em comparação com todas as outras espécies. Dos milhões e milhões de organismos que tem existido desde a constituição da vida na Terra, só ele desenvolveu esta capacidade de criar e inovar. Baseado nisso podemos dizer que este é o traço que mais o distingue. Será que ele é capaz de focar este processo e escapar da inevitável extinção da sua espécie, algo que a natureza de tempos em tempos promove em relação a outros seres vivos? A humanidade está entrando numa época onde criar será mais necessário do que nunca. Para a própria sobrevivência da espécie humana, ela passará a ter a responsabilidade de gerir, não os seus negócios, mas a sua casa maior, o planeta Terra, algo que sempre ignorou solenemente.


Música brasileira de alta qualidade. Ouça!


Como sabemos o universo existe há cerca de 14 bilhôes de anos. Se imaginarmos representar um ano por um quadradinho de um milímetro por um milímetro, isto seria aproximadamente o tamanho de uma quadra numa cidade. Mas a Terra só se formou cerca de 4 bilhôes de anos passados, ou seja, na mesma escala algo como a superfície de 3 campos de futebol. A vida surgiu cerca de 500 milhões de anos depois da terra , possivelmente quando um asteroide se chocou com ela, fazendo a lua dela se desprender com o choque. Desde então, as formas mais antigas de vida, as bactérias ARCHIAS surgiram nos mares e lagos e foram evoluindo em função de circunstâncias naturais. A vida consiste nestes seres minúsculos absorverem o abundante dióxido de carbono e segregarem oxigênio que, com o tempo, vai formando a atmosfera. Alguns milhões de anos depois estes pequenos organismos haviam evoluído saindo das águas. Alguns ao chegar na terra, plantaram suas minúsculas raízes e foram evoluindo nas mais variadas plantas, arbustos e árvores. Outros não fixaram raízes, movimentaram seus minúsculos pés terra adentro e foram se transformando na fauna. Fauna e flora sempre com uma capacidade comum: absorver dióxido de carbono e expelir oxigênio. Os animais iam evoluindo em ambientes sem restrições e portanto algumas espécies atingiam tamanhos colossais como os grandes sauros. Naturalmente mais vulneráveis a cada mudança do ambiente por fatores naturais, várias espécies se extinguiram. Assim ocorreu com os dinossauros há cerca de 60 milhões de anos. Nesta época na nossa escala de quadradinhos a terra já estava reduzida ao tamanho de três vagas de automóvel. E os animais foram criando pulmões para respirar a atmosfera cada vez mais rica de oxigênio.. E foram se tornando complexos nos seus organismos.Distinguiram-se os répteis , os insetos, os anfíbios, os pássaros e os mamíferos.


Ouça o melhor da música brasileira no Youtube.


Há uns 4 milhões de anos uns mamíferos começaram a deixar de viver nas florestas e passaram também a vagar pelas longas estepes. O osso do calcanhar se solidificou e eles passaram a adotar a postura erecta e com isso olharem para frente e não para baixo, facilitando o crescimento dos respectivos cérebros. Na escala dos quadradinhos já havíamos atingido cerca de dois metros por dois metros, o tamanho de um banheiro pequeno. Esse mamífero ereto pode ser chamado de homem a partir dos últimos 50.000 anos, sendo que destes, os primeiros 40.000 ele ainda vive de forma primitiva. Com a domesticação dos animais e a agricultura sedentária, o que não tem mais de 10.000 anos, ele se fixa em aglomerados maiores , as cidades e aldeias, e passa a ter tempo para pensar. Ou seja, nos quadradinhos ,10cm por 10 cm, algo pouco maior do que o tamanho de um smartphone. Nestes 10.000 anos é inegável que muita coisa mudou e num próximo artigo veremos que este ritmo da criatividade se acelerou mesmo nos últimos 200 anos. Mas foi uma criatividade descompromissada com a natureza. Posto isso tudo, vamos pensar que temos apenas uns 10 a 20 anos para reinventarmos totalmente os nossos modos de vida, fazendo-os compatíveis com a preservação do ambiente que a Terra nos proporcionou ao longo de uma evolução de 4 bilhôes de anos e que nós degradamos violentamente nos últimos cem.


Tendo partido de um quadrado de 60 mil milímetros por 60 mil milímetros nos resta- nesta analogia dos quadrinhos - um minúsculo quadrado de 4 milímetros por quatro milímetros para modificarmos a trajetória da humanidade e reconstituir condições de vida adequadas na Terra. Há que produzir de forma diferente, consumir de forma diferente, parar de guerrear.


Falar em ser criativo é pensar e agir nesta direção, o resto é assassinar nossa descendência.

 

Música.




 

Siga as Redes Sociais da Cedro Rosa.

 

Cedro Rosa cria Plataforma mundial de Música, em 10 idiomas, para gerir direitos autorais e licenciar musicas.




Músicos, compositores, bandas, mídia, produtores de cinema, streaming, TV, publicidade e games em um único ambiente digital, para negócios de licenciamento.



Abra um perfil agora


Plataforma digital permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro. Todo mundo pode escutar músicas e podcasts de graça.



A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.


Acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



0 comentário

+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page