top of page

“No Olho da Rua”, exposição coletiva estreia dia 13, das 13 às 18 h




“Mas, a quem não fará sonhar a rua? A sua influência é fatal na palheta dos pintores, na alma dos poetas, no cérebro das multidões. Quem criou o reclamo? A rua! Quem inventou a caricatura! A rua! Onde a expansão de todos os sentimentos da cidade? Na rua!”.


Narrador da vida vertiginosa da modernidade carioca, João do Rio se deixava atravessar pelos acontecimentos, acasos e sensações que realçam o encantamento das ruas. Encruzilhada da vida e do mundo, elas são pontos de chegada e de dispersão para que a experiência do deslocamento povoe o imaginário urbano através da confluência de vozes plurais, que reverberam múltiplas formas de viver.


Diante dos impasses intensificados pelo isolamento social causado pela pandemia, quem transita atualmente pelas ruas da cidade ainda busca alternativas à reocupação dos espaços públicos e privados, a fim de que se renove o comum de nós, entrelaçado no tecido urbano.

Aproveitando as brechas como estratégia de continuidade, na afirmação de movimentos culturais de resistência enquanto caminho necessário, a exposição coletiva, “No olho da rua”, idealizada pelo artista visual Raimundo Rodriguez, um dos fundadores do grupo Imaginário Periférico, coloca em cena processos de criação colaborativos, que esboçam outros modos de habitar a paisagem urbana, redefinindo lugares estabelecidos ao promover novas inter-relações entre o sujeito e o objeto, o dentro e o fora, a palavra e a imagem.


Um sobrado histórico, em que atualmente funciona o escritório jurídico Wladimyr Jung Advogados Associados, situado na esquina da rua do Rosário com o beco das Cancelas, região representada em diversas passagens da literatura de Machado de Assis, frequentada, no Rio antigo, por sambistas, intelectuais e artistas, sendo considerada reduto da boemia carioca, é o local escolhido para receber obras, instalações e performances de trinta artistas que, em colaboração com Raimundo, participam do projeto.


Essa reorganização do mapa cultural do Rio, transformando em galeria espaços improváveis, coloca a inventividade das manifestações artísticas independentes “No olho da rua”, no olhar em movimento da cultura das ruas, palco da cidade que se reinventa pela inquietação desses artistas interessados em abarcar a experiência poética da alteridade, na partilha de sensibilidades que ressignificam espaços, reconstroem sentidos e multiplicam encontros.


Thales Monnerat

Mestrando pelo PPGL – Uerj, na linha de pesquisa Poéticas da contemporaneidade



Participando da exposição os artistas:


Alexandre Dacosta

Alexandre Murucci

Andre Bauduin

André Sheik

Cibelle Arcanjo

Clarisse Tarran

Deneir

Eduardo Mariz

Eduardo Passos

Eleonora Dobbin

Elmo Martins

Fiuza

Hugo Houayek

Jorge Duarte

Julio Castro

Julio Ferreira Sekiguchi

Jung Wladimyr

Lucília de Assis

Marcio Zardo

Mirela Luz

Neno del Castillo

Osvaldo Carvalho

Paulo Jorge Gonçalves

Raimundo Rodriguez

Roberto Tavares

Rodrigo Sini

Ronald Duarte

Scrau

Sonia Salcedo del Castillo

Thelma Innecco

Timbuca

Tuca Sodré


 

Música.



Leia mais!





Cedro Rosa Digital cria Plataforma mundial de Música, em 10 idiomas,

para gerir direitos autorais e licenciar músicas, em parceria com grandes players mundiais.

Conheça mais de 3 mil músicas certificadas.


Veja como participar aqui.


0 comentário

+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page