top of page

Mais de 23 bilhões de dólares e 209 mil empregos na área musical no Texas, já no Brasil...

Governador Abbott anuncia New Braunfels como cidade amiga da música.


Greg Abbott, Governador do Texas
Greg Abbott, Governador do Texas

O governador do Texas, Greg Abbot, anunciou hoje (29/10/2020) que a cidade de New Braunfels cumpriu todas as etapas para ser considerada uma "cidade amiga da música".


Tal distinção é concedida pelo Texas Music Office (TMO), um programa que fomenta o desenvolvimento econômico do negócio musical nas cidades e comunidades do Texas.

“Com o apoio do Texas Music Office, a indústria musical do Texas criou mais de 209.000 empregos diretos e indiretos permanentes em comunidades em todo o estado da Lone Star no ano passado e gerou US $ 23,4 bilhões em atividades econômicas”, disse o governador Abbott.


O Estado do Texas orgulha-se de ser tratado como um dos maiores difusores de música do mundo. A cidade de Austin é conhecida como a capital mundial da música e promove o icônico festival de música, business e tecnologia SXSW.


“À medida que nossa economia se recupera desde a crise do COVID, o Texas está comprometido em trabalhar junto com nossas comunidades para garantir que elas tenham as ferramentas necessárias para o sucesso. Music Friendly Communities certificadas pelo Texas Music Office levam a sério a atração e o desenvolvimento do crescimento da indústria musical local, e estou orgulhoso de tudo isso o Texas Music Office conseguiu ajudar comunidades como New Braunfels a aumentar sua economia local. " 


New Braunfels junta-se a mais de 15 cidades do Texas que receberam a designação oficial da Music Friendly Community, incluindo Fort Worth, Austin, San Antonio, Denton, Lindale, Stephenville, Conroe, San Angelo, Nacogdoches, Abilene, McKinney, Waxahachie, Waco, Alpine, e Bastrop. As cidades que estão atualmente trabalhando no processo de certificação incluem: Bay Area Houston, Dallas, Victoria, Dripping Springs, Bandera e El Paso. 


A indústria musical e audiovisual são o grande combustível do bilionário mercado de streaming e da economia critiva no mundo


Ao contrário do Brasil, que não entende e desperdiça o potencial da indústria da música, do audiovisual e do entretenimento como geradores de renda, emprego e impostos, países como Estados Unidos e Inglaterra estão entre os que mais investem e consequentemente mais se beneficiam direta e indiretamente deste segmento. Recentemente a Coréia do Sul descobriu a mina de ouro do setor, exportando o K-Pop para o mundo.


O potencial musical de cidades como Rio de Janeiro, Salvador, Recife e Belém do Pará é ora sub-aproveitado e ora perseguido, como projetos de Lei que impediam apresentação de músicos no Metrô do Rio ou que constantemente tentam burlar o pagamento de direitos autorais ao ECAD, o órgão que recolhe e distribui royalties aos compositores, músicos, cantores, bandas, etc.


Plataforma digital brasileira, com sedes no Rio, New York e Tokyo permite que compositores e artistas de todo o mundo registrem e recebam direito autoral por suas músicas


A Cedro Rosa criou uma plataforma digital em 10 idiomas para reúnir em um único ambiente os criadores musicais e a industria da midia, entretenimento, games e tecnologia para contratos de licenciamento musical.




Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e obter certificação internaional que possibilita o recebimento de direito autoral no mundo inteiro.





A indústria da midia e entretenimento como TVs, radios, produtoras de cinema, games, publicidade, streaming e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente no site da Cedro Rosa.



0 comentário

Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page