top of page

Música Clássica / Streaming / XVI RioHarpFestival- Versão Latino-americana- Virtual




Em janeiro de 2021, o Rio de Janeiro volta a ser a capital mundial das harpas, mas desta vez será uma versão latino-americana destacando harpistas latino-americanos.


Nem mesmo a pandemia do novo coronavírus no mundo impediu que o XV RioHarpFestival fosse realizado em 2020. E o seu sucesso de crítica, mídia e público fez com que o festival tenha continuidade, em 2021. Graças à Lei Aldir Blanc, o XVI RioHarpFestival-versãolatino-americana-Virtual acontecerá entre os dias 15 de janeiro e 5 de fevereiro, mas tendo como foco os harpistas do nosso continente. A ideia é que havendo uma evolução positiva da situação no país e no mundo, a edição completa possa voltar a ser feita ainda em 2021, incorporando harpistas do mundo todo.


Mais uma vitoriosa parceria com do vitorioso projeto "Música no Museu", dirigido por Sérgio Costa e Silva, com a Cedro Rosa, que fará a transmissao dos concertos em streaming.


Sérgio Costa e Silva, diretor do "Música no Museu"

Esta versão virtual e compacta servirá de abertura e manutenção do evento, mas destacando os harpistas latino-americanos. Além do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Colombia, Venezuela, Peru, Equador e México estarão representados no festival.

Serão 15 músicos de 9 países, incluindo importantes artistas brasileiros e orquestras de projetos sociais. Apoiado pela Lei Aldyr Blanc da Secretaria Estadual de Cultura e Economia criativa, o evento está inserido no projeto “Música no Museu”, que em 24 anos de atividades ininterruptas de janeiro a dezembro cada ano atinge o Brasil de norte a sul, além de sua vertente internacional, e há 16 anos dedica um mês à harpa.


A HARPA

Há instrumentos de origens arcaicas, com sonoridade delicada, que chegam como uma mera curiosidade aos nossos ouvidos tão acostumados ao barulho da vida moderna. A harpa vem atravessando milênios sem deixar de se adaptar a diferentes culturas e estilos musicais mantendo os seus adeptos, apesar de não gozar de tantos praticantes ou de um repertório tão amplo quanto o de outros instrumentos clássicos, como o piano e o violino. Mais do que uma excentricidade de épocas passadas, a harpa se mostra relevante nos dias de hoje e uma prova disso é a realização da XVI edição do RioHarpFestival - versão latino-americana – Virtual. O evento anual tem acontecido sem interrupção e sempre conta com recitais lotados tanto na versão presencial quanto virtual. Consolidado no roteiro internacional da harpa, o festival carioca traz apresentações com músicos vindos de vários países latino-americanos tocando do clássico ao rock, passando por étnico, jazz e também ritmos brasileiros tocados por dedos ágeis ao pinçar as cordas da harpa.


DESTAQUES

Além dos harpistas, outros destaques são orquestras de várias comunidades que realizam trabalhos de inclusão social através da música. Irão se apresentar a Orquestra Violões do Forte, um projeto desenvolvido na Comunidade do Pavão-Pavãozinho; a Camerata do Uerê, da Comunidade da Maré; a Orquestra Música para Todos, do Piauí, e a Orquestra da Cavaquinhos, das comunidades de Cabo Frio.


MÚSICA NO MUSEU

O RioHarpFestival está inserido em “Música no Museu”, considerada a maior série de música clássica do Brasil, que nos seus 24 anos de atividades registra um público superior a 1 milhão de espectadores no Brasil e se expandiu para países de todos os continentes levando música e músicos brasileiros para o exterior. Detentor de 30 prêmios nacionais e internacionais, o projeto foi tema de mestrado, na Universidade de Berlim, na Alemanha. Na sua programação anual, “Música no Museu” é dividido em concertos referentes às estações do ano (Concertos de Verão, Outono, Inverno e Primavera) e o de Natal. Em cada mês um tema ou um naipe é privilegiado. Maio é o mês das harpas.

Por onde os concertos serão transmitidos:


- Links Redes Sociais Cedro Rosa:




P R O G R A M A


Dia 15 de janeiro - 6ª. feira - 13 hs.

Músico: Burning Symphony. Jonathan Faganello, harpa.

País: Brasil

______________________________________________________


Dia 16 de janeiro - sábado - 13 hs.

Músico: Baltazar Juarez, harpa.

País: México


Dia 17 de janeiro - domingo - 13 hs.

Músico: Trio Cristian Rodrigues, harpa.

País: Chile


Dia 18 de janeiro - 2ª. feira - 13hs.

Palestra: A história da harpa.

Newton Nazareth, pianista, pesquisador.

País: Brasil


Dia 19 de janeiro - 3ª. feira - 13hs.

Músico: Trio Camilo Lopez.

País: Colômbia


Dia 20 de janeiro - 4ª feira - 13hs.

Músico: Nando Araújo, harpa.

País: Brasil


Dia 21 de janeiro - 5ª. feira - 13hs.

Músico: Lucas Zaracho, harpa.

País: Paraguai


Dia 22 de janeiro - 6ª. feira - 13hs.

Músico: Ernesto Guerra, harpa.

País: Equador


Dia 23 de janeiro - sábado - 13hs.

Músico: Yns Ever, harpa.

País: Peru

______________________________________________________


Dia 24 de janeiro - domingo - 13hs.

Músico: Tatiana Henna, harpa. Orquestra Música para Todos. Regência Maestro Serguei Eleazar de Carvalho.

País: Brasil


Dia 25 de janeiro - segunda-feira - 13hs.

Músico: Duo Alcides Sotelo, guitarra e Alcides Sotelo Jr., harpa

País: Paraguai


Dia 26 de janeiro - terça-feira-13hs.

Músico: Betuel Ramirez, harpa.

País: México


Dia 27 de janeiro - quarta-feira - 13hs.

Músico: Camerata do Uerê. Participação especial: Lucas Petroni, harpa.

País: Brasil/Argentina


Dia 28 de janeiro - quinta-feira - 13hs.

Músico: Luis Zaracho, harpa.

País: Paraguai

Dia 29 de janeiro - sexta-feira - 13hs.

Músico: Lucas Petroni, harpa.

País: Argentina



30 de janeiro - sábado - 13hs.

Músico: Trio D´Ambrosio - Maria Helena Andrade, piano, Maria Celia Machado, harpa e Aizik Geller, violino.

País: Brasil


Dia 31 de janeiro - domingo - 13hs.

Músico: Orquestra de Cavaquinhos de Cabo Frio. Participação especial: Tatiana Henna, harpa.

País: Brasil


Dia 1 de fevereiro - segunda-feira - 13hs.

Músico: Baltazar Juarez, harpa.

País: México


Dia 2 de fevereiro - terça-feira - 13hs.

Músico: Orquestra Violões do Forte. Participação especial: Ecos Latinos, Patrice Fischer, harpa e Carlos Valladares, percussão.

País: Brasil/Republica Dominicana


Dia 3 de fevereiro - quarta-feira - 13hs.

Palestra: A história da harpa.

Newton Nazareth, pianista e pesquisador.

País: Brasil



Dia 4 de fevereiro - quinta-feira - 13hs.

Músico: Clarpa Ensemble - Rosana Salgado, oboé e Juan Davi Duran, clarinete e harpa.

País: Colômbia

______________________________________________________


Dia 5 de fevereiro - sexta-feira - 13hs.

Músico: Walter d´Harpa, harpa.

País: Argentina



Dia 6 de fevereiro - sábado - 13hs.

Músico: Ecos Latinos, Patrice Fischer, harpa e Carlos Valadares, percussão.

País: República Dominicana


______________________________________________________

Dia 7 de fevereiro - domingo - 13hs.

Palestra: A história da harpa.

Newton Nazareth, pianista, pesquisador.

País: Brasil

____________________________________________________

Dia 8 de fevereiro - segunda - 13hs.

Nando Araújo, harpa.

País: Brasil


 

RioWindsFestival 0nline 2020 - Streaming de festival de música clássica foi um sucesso.


Mais uma bela parceria entre o projeto Música no Museu, comandado por Sérgio Costa e Silva e a Cedro Rosa chega ao final com grande sucesso de público e midia.




O RioWindsFestival foi assistido por milhares de pessoas em mais de 10 países.



Assista a playlist de todos os concertos.

Fique a vontade para divulgar em suas redes pessoais.



 

A Cedro Rosa, produtora e distribuidora de música e conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo inova com plataforma digital de licenciamento e streaming de conteúdos


"O streaming veio para ficar", afirma Tuninho Galante


Quando se encontrou por acaso no Carnaval de 2020 em em uma farmácia em New York City, o músico e produtor Tuninho Galante, disse a Sergio Costa e Silva que o streaming seria uma realidade a partir do ano de 2020 e sugeriu a Sergio que gravasse e transmitisse todos os seus futuros concertos.


Mal sabiam que que estavam falando de uma realidade muito mais impositiva e urgente; a pandemia alastrara-se pelo mundo, tendo New York como um dos maiores pólos de contaminação - os dois sairam a tempo do lockdown e todas as atividades presenciais foram proibidas.


Galante, como faz todos os anos, tinha ido trabalhar na filial de New York da Cedro Rosa e trazia equipamentos de streaming de alta qualidade, para cobertura de eventos ao vivo.


"A pandemia somente adiantou o processo irreversível de SVOD, o streaming de vídeos on demand. Os grande conglomerados de comunicação e produção já se mobilizaram para essa nova realidade", afirma Galante.


Segundo o produtor, a Cedro Rosa está "up to date" para atender a todas as demandas de gravação e transmissão ao vivo.

A plataforma digital funciona em 10 idiomas no mundo inteiro e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.

 


Comentarios


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page