top of page

Máquina do Tênis constrói um agregado bem-humorado e vistoso, uma instalação-somatório de diversos movimentos artísticos, ressignificados pelas contribuições de Rodriguez



Ao longo do século XX, os movimentos artísticos não pararam de produzir combinações inesperadas e desconcertantes de imagens, símbolos e universos que costumamos considerar díspares, ou, ao menos, distantes. Os procedimentos da colagem e da assemblage realizados, por exemplo, por artistas ligados ao dadaísmo, desafiaram as regras do jogo. Raimundo Rodriguez é tanto um herdeiro dessa prática, quanto um agitador cultural que tem a arte popular brasileira como matéria-prima. Agora, ele acrescenta um novo ingrediente ao seu caldeirão: Máquina do Tênis relaciona a história da arte e sua desconstrução com o jogo de tênis - tudo isso dentro de um centro de compras, o Shopping Leblon.


Conhecido por levar sua visão artística para a dramaturgia televisiva, construindo os ambientes de obras de Luiz Fernando Carvalho, como “Hoje é dia de Maria”, “A Pedra do Reino” e “Velho Chico”, Raimundo Rodriguez tem um interesse especial pela arte cinética. Para a proposta do ArtWall, ele investiu na pesquisa sobre a noção de movimento que desafia as convenções da visão e começou por uma aquarela do pintor Francis Picabia que, na primeira metade do século XX, esteve envolvido com o dadaísmo, o cubismo e o surrealismo.


No maquinário pictórico de Picabia, Rodriguez enxergou bolas de tênis. Girou a aquarela, levando-a de sua orientação original na vertical para a horizontal. Em seguida, decompôs as suas partes que foram sobrepostas a uma pintura. Esta última, por sua vez, indica uma quadra de tênis. Agora, os círculos da pintura de Picabia estão em movimento, como bolas girando no ar –sua obra é um conjunto estranho e maravilhoso que surpreende, encanta, questiona e renova o nosso olhar.


Máquina do Tênis constrói um agregado bem-humorado e vistoso, uma instalação-somatório de diversos movimentos artísticos, ressignificados pelas contribuições de Rodriguez – como a quadra de tênis que comemora o aniversário de 10 anos do torneio de tênis Rio Open, parceiros do ArtWall desde a primeira edição. Autor do cavalo robótico da comissão de frente da Beija-Flor de Nilópolis e um dos fundadores do Imaginário Periférico, grupo que chegou a reunir mais de 500 artistas para fazer arte em lugares urbanos menos visibilizados, Raimundo Rodriguez gosta de estar junto, de criar a partir dos encontros, provocando convivências entre os diferentes.


 

"Tecnologia, Economia Criativa e Proteção de Direitos Autorais: O Impacto da Cedro Rosa Digital na Indústria Musical"



Na interseção entre a tecnologia e a economia criativa, a Cedro Rosa Digital emerge como uma força fundamental na proteção e promoção dos direitos autorais de artistas, músicos, gravadoras e produtores. Ao certificar obras, a empresa não apenas impulsiona a distribuição de música, filmes e programas de TV, mas também assegura que todos os envolvidos na criação ou produção musical recebam os devidos royalties, inclusive internacionalmente.




Essa certificação não apenas valida a autoria e a autenticidade das obras, mas também permite uma rastreabilidade eficaz, garantindo que os criadores e colaboradores sejam justamente compensados pelo seu trabalho em um cenário global. A Cedro Rosa Digital estabelece uma conexão direta entre a produção cultural e os mercados internacionais, oferecendo uma plataforma que não só promove a arte, mas também protege os direitos e interesses dos profissionais envolvidos.


Por meio dessa abordagem inovadora, a empresa não apenas fortalece a economia criativa, mas também reforça a importância do respeito aos direitos autorais na era digital. Ao garantir que cada participante envolvido na criação ou produção musical receba seus devidos royalties, a Cedro Rosa Digital não só impulsiona o crescimento econômico, mas também promove um ambiente mais justo e equitativo para os talentos criativos. Essa iniciativa exemplar posiciona a empresa como um modelo a ser seguido no apoio à indústria cultural e no respeito aos direitos de seus protagonistas.


0 comentário

Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page