Roda da vida



Grazi Massafera e Sylvia Bandeira - foto da coleção de Sylvia

Tivemos que vender nossa linda casa de campo depois de quinze anos de intensas alegrias lá vividas. Em tempos difíceis, é preciso olhar para a frente, apesar daquela segunda-feira sombria. Uma atriz desempregada que acaba de vender o único carro da família.


No trajeto de volta para casa, enquanto as lágrimas corriam, eu perguntava ao motorista do táxi em que rádio ele estava sintonizado. Eu sabia que era a rádio MEC, mas quis puxar assunto. O Allegro moderato dos concertos de Brandenburgo, de Bach, tocava direto nas cordas do meu coração, queria fugir dos pensamentos tristes, vivia mais uma perda: objetos vendidos no último leilão, joias (as poucas que restam) no prego. Meu lado atriz elogiava o bom gosto da estação de rádio escolhida. Minha voz era firme e mostrava interesse em suas respostas, mas minha mente insistia em lembrar que nunca havia entrado antes numa Caixa Econômica para penhorar joias.


Hoje o carro foi vendido, e ontem, munida de uma