top of page

Lindo trabalho sobre liderança feminina Munduruku, trabalho da Agência Pública.

Material original Agência Publica.


Nos últimos anos, Maria Leusa Munduruku tem se destacado como um dos símbolos da luta contra o garimpo ilegal em territórios indígenas no Brasil.

Coordenadora da Associação de Mulheres Wakoborũn, ela virou alvo de ameaças constantes por protestar incisivamente contra a atividade. A Terra Indígena Munduruku (PA), onde nasceu e cresceu, é atualmente a segunda mais atingida pelo garimpo em todo o país, segundo levantamento do MapBiomas.



As intimidações recrudesceram durante o governo de Jair Bolsonaro. Em maio de 2021, a casa onde Maria Leusa morava com a família chegou a ser incendiada por indígenas Munduruku pró-garimpo, conforme apontaram investigações da Polícia Federal.

A jovem comunicadora Cleuniza Munduruku vive na mesma aldeia que a liderança indígena. Na videorreportagem produzida para a Agência Pública dentro do projeto Microbolsas Indígenas, ela traz um olhar sensível sobre como as ameaças e a luta contra o garimpo afetaram diversos aspectos da vida de Maria Leusa.

 

Entrevista com Helio Doyle, presidente da EBC, para a Revista CRIATIVOS!


 

Conheça a autora

Cleuniza Munduruku


Cleusina Mundukuru_agência pública

Cleuniza Munduruku é uma jovem comunicadora que integra o Coletivo Audiovisual Wakoborũn e vive na Terra Indígena Munduruku, no Alto Tapajós, Pará. Junto a outros jovens de seu povo, Cleuniza utiliza o audiovisual como ferramenta para fortalecer sua cultura tradicional e a luta contra as ameaças ao território, como o garimpo ilegal. Sawe!

Esta videorreportagem foi contemplada pelo edital Microbolsas Pública – Repórteres Indígenas, que em 2022 selecionou cinco projetos de comunicadores indígenas relacionados às diversas ameaças que hoje assolam os mais de 300 povos originários existentes no país e seus territórios tradicionais. Os proponentes selecionados receberam apoio financeiro e orientação de jornalistas da Agência Pública para realizarem seus projetos.


 

Cultura e economia criativa e Cedro Rosa.



O segmento da cultura e economia criativa é enriquecido pelos saberes e arte dos povos originais das Américas, bem como pelos afro-brasileiros. Essas contribuições são fundamentais para a diversidade cultural e econômica do Brasil. Através de expressões culturais como música, dança, artesanato e gastronomia, esses grupos agregam valor à economia, gerando renda, empregos e divisas.


Músicas de grandes artistas da Cedro Rosa, escute a playlist.


A importância da cultura na economia é indiscutível, pois promove o turismo, gera empregos diretos e indiretos, além de fortalecer a identidade cultural do país. Nesse contexto, a Cedro Rosa desempenha um papel relevante no segmento da música independente, fornecendo um espaço para artistas emergentes compartilharem suas criações e alcançarem um público mais amplo.



Escute esses artistas fabulosos em gravações da Cedro Rosa , na playlist Spotify.


Através de eventos, produção musical e promoção, a Cedro Rosa contribui para o desenvolvimento da cena musical independente, promovendo a diversidade cultural e fomentando a economia criativa.

留言


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page