LEMBRAR É PRECISO ! parte 2



Tom Jobim, diante da Kombi de Carlos Alberto Afonso

Em 1993 – 28 anos passados – o dia 27 de Março também caiu num Sábado. “E porque hoje é Sábado”, sem nos enganarmos a nós mesmos, sem esquecer que estamos estampa de um determinado quadro, vamos lembrar – pois somos história – que, em 19 de Outubro de 1913, o amado Poeta Vinicius de Moraes chegou neste mundo para pintar-e-bordar. E pintou-bordou-e-mais-e-melhor-que-tudo-PENSOU-e-ESCREVEU.


Partiu mais cedo do que todos gostaríamos, mas, exatamente por isso – porque todos nós gostaríamos – Vinicius partiu mas não se ausentou. Não é verdade ? E não estando ausente, a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro instituiu, por Decreto do dia 3 de Fevereiro de 1993 o denominado ANO VINICIUS DE MORAES NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO com o duplo objetivo de CELEBRAR histórica-e-esteticamente o POETA e CONTEMPLAR sócio-educacionalmente a OBRA, já que, se, por um lado, o Ser Humano extremamente humano e sedutor chegou a muitos amigos, fãs e admiradores, sua OBRA fora, até então, delicioso manjar que, entretanto, deixava à margem, a lamber os beiços justo os segmentos mais carentes da iguaria.