Finados



Dedico esse texto a todas as pessoas que perderam pessoas queridas, mas que mesmo com todo sofrimento entendem que a partida faz parte do processo natural da vida, em especial a minhas queridas amigas Paula e Erica Sabbag e seu pai Gerson pela perda tão sentida esse ano da querida Dalva.


Só quem já perdeu alguém muito próximo sabe a dor que isso causa, bem como o vazio desesperador que a ausência deixa e o quanto é angustiante saber que não vai poder estar com aquela pessoa novamente.


Se você nunca perdeu alguém tão próximo assim acredite, você não tem ideia do que estou falando, mas é como eu sempre digo, o tempo passa e o que fica é só a saudade e as boas lembranças dos momentos que tivemos a oportunidade de passar juntos.

Lembranças!