top of page

Disney Conservation Fund doa prêmio de US$ 50 mil a Gabriela Rezende, coordenadora do Programa de Conservação do Mico-leão-preto, uma iniciativa do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas.



Gabriela Rezende - Pesquisadora IPÊ

Em comemoração ao mês Internacional da Mulher (março), o Disney Conservation Fund premia 10 mulheres incríveis que causam impacto positivo na conservação em todo o mundo. Gabriela Rezende, coordenadora do Programa de Conservação do Mico-leão-preto, uma iniciativa do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, está entre as premiadas e receberá, além do reconhecimento, o valor de 50 mil dólares para investir no projeto.


Desde 2005, o Disney Conservation Fund é um dos principais financiadores do Programa de Conservação do Mico-leão-preto, em diversos ciclos, apoiando ações nas frentes de Pesquisa (sobre a espécie e manejo das populações), Educação Ambiental e Conservação (proteção e restauração do habitat).


Gabriela Rezende está há uma década na liderança do projeto que deu origem ao IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, organização onde 56% dos cargos técnicos e de gestão são ocupados por mulheres. Nesse período, Gabriela conciliou a coordenação do projeto com um MBA, o doutorado, a gestação e o nascimento de suas duas filhas.


Ela foi aluna do mestrado da Escola do IPÊ , Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade - ESCAS


“Fico muito honrada com esse reconhecimento da Disney, afinal neste mês é importante contarmos com ações práticas que reconheçam e apoiem o importante papel desempenhado por nós, mulheres, na conservação de espécies. Com esse recurso será possível avançar nas ações de manejo populacional e do habitat no Pontal do Paranapanema, consolidar nosso programa de Saúde Única, avançar nas pesquisas usando bioacústica e sobre o impacto das mudanças climáticas nos micos, além de desenvolver diversas ações de educação ambiental e comunicação”, destaca a pesquisadora.


Leia a íntegra do texto na newsletter do IPÊ.


 

Conexões para o Desenvolvimento: Ciência, Cultura e Economia Criativa na Cedro Rosa Digital


A interseção entre Ciência, Pesquisa, Ecologia, Cultura, Tecnologia da Informação e Economia Criativa é fundamental para impulsionar o conhecimento, o desenvolvimento, a equidade social, o emprego e a renda.



Escute a trilha sonora ecológica da Cedro Rosa / Spotify




A Cedro Rosa Digital desempenha um papel crucial nesse cenário, profissionalizando a cadeia produtiva musical.



Por meio da certificação de obras e gravações, a Cedro Rosa Digital permite que artistas ganhem dinheiro com a utilização de suas produções em todo o mundo. Essa iniciativa não apenas valoriza o trabalho dos artistas, mas também promove a diversidade cultural e a sustentabilidade econômica do setor musical.



Ao unir tecnologia e criatividade, a Cedro Rosa Digital contribui significativamente para a disseminação da cultura e o fortalecimento da economia criativa, destacando-se como uma plataforma essencial para a profissionalização e valorização dos artistas musicais.


Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page