top of page

Desejo um planeta onde exista equidade de gênero!



Tirei essa foto no Haiti em 2010, no pós terremoto que devastou o país.


Ali vi mulheres fazendo seu possível e impossível para sobreviver e cuidar de seus entes queridos em uma situação tão caótica quanto se possa imaginar. 


Deixo hoje minha completa admiração, solidariedade e empatia a todas as meninas e mulheres que sofrem situações de vulnerabilidade, medo e violência extrema em nosso planeta. Em todas as casas, escolas, ruas e países onde se coloca em risco nossa liberdade e potência. 


Não desejo a nós - mulheres - superação, superação e mais superação....


Desejo sim um planeta onde exista equidade de gênero!


Onde não precisemos - nunca - sentir medo dos homens. 


Onde não exista violência sexual, doméstica, psicológica, patrimonial e qualquer tipo de discriminação contra a mulher. 


Onde não se culpabilize a vítima e onde não existam comentários que ouço desde a minha adolescência sobre ser uma mulher "fácil". Já se passaram 30 anos desde então, e continuo ouvindo os mesmos preconceitos!


Nessa época, me lembro de dizer para meninas da minha idade: "Antes de acusar fulana de galinha, acuse-me! Pois sempre namorei e continuarei namorando quem eu quiser."  


Que sejamos fáceis o quanto quisermos, e difíceis o quanto quisermos. Nosso corpo é nosso. E não há homem ou mulher que possa nos dizer o que fazer com ele!


Não precisamos ser heroínas. 

Precisamos é de um planeta que nos dê a oportunidade para vivermos em liberdade, com dignidade, equidade e segurança.


Que possamos viver nossa fragilidade e força, nossas conquistas e fracassos, nossas esperanças e medos. 


Que possam ser, afinal, apenas SERES HUMANAS!


 

Cantoras incríveis! Ouça.



 

Cedro Rosa Digital cria Plataforma mundial de Música, em 10 idiomas,

para gerir direitos autorais e licenciar músicas, em parceria com grandes players mundiais.

Conheça mais de 3 mil músicas certificadas.


Veja como participar aqui.




Comments


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page