Depois de por onde eu começo? E agora será que dou conta?



Já me fizeram este questionamento algumas vezes, mas era mais especulações, sobre como dou conta das obrigações diárias do que uma pergunta que me impulsiona a inspirar profundamente, contrair o diafragma e liberar ar para os pulmões, soprando energia e determinação para dar conta.


Era exatamente o que eu fazia ao cantar Nabuco ( uma ópera que foi escrita em 1842, que conta a história do Rei Nabucodonosor).


Uma experiência que trouxe grandes aprendizados e que cabe na reflexão.


Lembro bem dos primeiros passos, foi aos 14 anos que iniciei como ouvinte no canto coral da cidade de Itaquaquecetuba, durante um período longo de 30 dias... “Os ansiosos entenderão.”