top of page

Criatividade começa na cozinha


José Luiz Alquéres

Uma das grandes constatações da reunião mundial da ONU COP-26 em Glasgow é que se os homens forem depender dos Estados- Nações para resolver a crise ambiental e climática, o mundo acaba e eles não entram em acordo sobre como preveni-las. É claro que em todos os países existem pessoas bem intencionadas e até políticos que percebem que surfar na onda delas, pode resultar em benefícios para suas próximas ou futuras campanhas. De um modo geral, porém , como se viu, na hora de alocar recursos, mudar hábitos , influenciar comportamentos ou alterar regulação de setores produtivos, quando existe consenso, ele chega tarde.

 

Música instrumental brasileira. Escute!

 

O que fazer então nestas circunstâncias onde um direcionamento ou recomendação consistente deveria vir do alto ? Nós aqui no Brasil sofremos diretamente os efeitos desta falta de orientação no pavoroso número de mortes que a COVID está nos deixando. E por incrível que pareça, nao fora o verdadeiro e merecido culto a Oswaldo Cruz , que enfrentou até a chamada Revolta da Vacina, na época mais militarizada do que politizada, estaríamos mal. Brasil , Portugal e Espanha demonstraram que são países com uma cultura pró- vacinação. Os que não a tem, no leste europeu, infelizmente já sofrem uma quarta onda da pandemia. Assim como a resistência a ações objetivas no caso da COVID temos agora que não cair na mesma esparrela no caso das mudanças climáticas. Elas já matam, menos é verdade e de forma mais distribuída, principalmente entre os pobres espalhados pelo mundo. A conta porém chegará para todos caso não adotemos mudanças de atitudes e hábitos de consumo que em nada prejudicarão nossa qualidade de vida. É aí que entra a criatividade e a ação de baixo para cima, o botton-up, como dizem os gringos.. O primeiro campo onde a criatividade pode ser exercida é nas dietas alimentares. Menos carne bovina é talvez a medida de maior impacto na redução das emissões, seja de metano, oriundas do rebanho bovino, seja do dióxido de carbono e outros gases gerados na produção de fertilizantes aplicados na melhoria das pastagens extensivas e na agricultura de baixa produtividade. O Brasil aqui pode ter um papel fundamental. Existem inúmeras possibilidades de tecnologias de baixo carbono, para se ir migrando da carne bovina para a suína ou de aves num primeiro estágio e mesmo para a proteína vegetal num segundo.


Nossa própria espécie nem sempre foi carnívora e com os conhecimentos que temos de nutrição e biologia podemos perfeitamente começar essa revolução pelo Brasil e entendê-la pelo mundo. Criar pratos, dietas, etc não deve ser problema com este nosso festival de maitres , chefs e aprendizes que povoam a TV a qualquer hora do dia ou da noite. Eles dão esperança que isso possa vir a ocorrer. Ganhos incomensuráveis para a saúde e para redução de doenças como o câncer e doenças do coração advirão .



 

Música brasileira de alta qualidade, amo essa playlist aqui.

 

Um país da criatividade nascida em cada lar, em torno de cada fogão, reduzindo a obesidade, aumentando o bem estar, reduzindo as despesas das famílias com a alimentação e dos contribuintes com gastos médicos. Uma grande cruzada nacional por alimentação saudável. Hora de criar em todos os níveis. E Glasgow com isso ? Só com esta transição, digamos ao longo de 20 anos, uns 20 por cento de redução no total das emissões de gases de efeito estufa oriundos do Brasil. Algo muito relevante. E um uso mais racional na produção agrícola levará a eliminação do desmatamento, aumento da produtividade de áreas já ocupadas, ampliação do reflorestamento, facilitará conter a devastação dos biomas naturais e expansão da área agrícola e melhorará a gestão das águas em bacias hidrográficas. Ninguem deixará de ganhar dinheiro, produzir divisas etc. Apenas terão que estudar novas técnicas e pesquisar novos produtos , estas sim as ferramentas de Pesquisa e Desenvolvimento que precisamos implementar para sair desta mesmice e criar uma economia moderna e não primária. Viramos uma espécie de Egito moderno a fornecer, não trigo para a Roma Imperial, mas soja para a China Imperial. Vamos mudar para fornecer coisa melhor. Para êles e para nós.


 



Como cantam essas mulheres!


Aldir Blanc, Chico Buarque, Nelson Sargento, Gilberto Gil e outros grandes mestres do samba!

Escute Aqui!



 

Siga as Redes Sociais da Cedro Rosa.

Twitter - Youtube - Facebook - Linkedin - TikTok

 

Cedro Rosa cria Plataforma mundial de Música, em 10 idiomas, para gerir direitos autorais e licenciar musicas.




Músicos, compositores, bandas, mídia, produtores de cinema, streaming, TV, publicidade e games em um único ambiente digital, para negócios de licenciamento.


Cedro Rosa Online


Abra um perfil agora


Plataforma digital permite registro, distribuição e licenciamento de músicas no mundo inteiro. Todo mundo pode escutar músicas e podcasts de graça.


Tudo online!


A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.


Acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.













0 comentário

+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page