top of page

Cortina de fumaça



Provavelmente você que lê esse texto já deve ter ouvido falar em “cortina de fumaça”, aquela estratégia muitas vezes utilizada para desviar o foco de algo relevante ou importante chamando a atenção para situações nem sempre verdadeiras e muitas vezes irrelevantes.

No Brasil isso tem sido cada vez mais frequente, ou será que somente eu percebo esse tipo de coisa acontecendo todo santo dia?


No último final de semana, antes da publicação desse artigo, uma #hashtag deu as caras como uma das mais comentadas do momento, as tais trending topics, chamando as pessoas a refletirem sobre uma situação por demais importante, mas que não é o cerne desse texto.

O ponto central aqui é como pessoas utilizam as cortinas de fumaça para desviar a atenção para o que realmente importa, o que realmente deve ser discutido e para onde os olhares devem realmente estar direcionados.


Lembram-se da frase “deixar passar a boiada” dita por um então ministro na famosa reunião ministerial de abril de 2020?

É exatamente disso que estou falando e o que temos visto cada vez com mais frequência por aqui, holofotes sendo desviados para assuntos de menor importância enquanto isso a boiada passa... Cômico? Talvez, se não fosse trágico.


Como docente preciso voltar ao início desse texto e lembrar a hashtag do último final de semana, #lollalivre, em alusão ao ocorrido durante um show que culminou com a proibição de manifestações políticas no Festival pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).


Mais estranho do que o pedido ser acatado, é o fato de onde partiu a solicitação, de um lugar que vive vociferando para uma claque fiel um monte de barbaridades muitas vezes desconexas ou sem sentido, sempre tentando se respaldar no direito de se expressar.

Surreal isso não é mesmo? Pra falar a verdade não, tudo tão cristalino que chega a cegar e confundir os incautos.



Pop Rock Independente, ouça aqui.



Mais uma vez um áudio vazado (sempre ele) deu conta de algumas coisas que estão acontecendo no MEC (Ministério da Educação), assunto sério e que precisa ser investigado, mas enquanto quem deveria dar o exemplo prefere mostrar força para os seus e botar a cara no fogo por alguém que disse com todas as letras que faz essas coisas suspeitas a mando de seu chefe, que na verdade é a mesma pessoa, é muito pouco provável que, pelo menos por enquanto, algo aconteça.


Acabei de ler que o Ministro responsável pela pasta, o mesmo do áudio vazado foi demitido, será outra cortina de fumaça?


Já discussão do que aconteceu no Festival talvez até tenha relevância a ponto de também ser discutida, mas é muito provável que ficará num campo tão superficial que servirá apenas para desviar a atenção, no final das contas nada vai mudar e quem apoia o governo continuará apoiando, sempre escorado no discurso do direito de expressão, e quem é contrário a ele também, afinal a muleta serve para os dois lados de acordo com a conveniência de cada um.

Mesmo após chegar a esse ponto do texto você talvez ainda esteja se perguntado, mas afinal de contas que raios é essa tal cortina de fumaça que você está falando?

Vou te dar alguns exemplos caso não tenha ficado claro: teorias da conspiração, fake news, mentiras.


Percebeu agora? É assim que somos manipulados, nos obrigam a olhar para um lado enquanto a manipulação acontece nas nossas costas.


E como saber o que é verdade nos dias atuais com tanta desinformação? Essa é uma pergunta relevante e sempre que me fazem eu repito uma frase da Menina Mafalda, criação do argentino Quino: “Viver sem ler é perigoso, te obriga a crer no que te dizem.”

Ative o filtro, afinal tem um monte de gente dizendo uma coisa de manhã e jurando de pé junto à tarde que não disse aquilo, mas na verdade pra essa galera da cortina de fumaça isso não faz muita diferença, depois que a coisa foi dita o estrago já está feito e se for necessário se lança nova cortina de fumaça para nos cegar e dificultar nosso raciocínio mais uma vez.


Juristas discutem se a decisão foi acertada ou não, se as manifestações podem ou não ser feitas, se é censura ou não, mas a boiada continua dando as caras, mais uma vez entorpecidas pela fumaça dispensada em forma de cortina que muitas vezes conseguem no mínimo dificultar a visão, sorte do pessoal de Deus que não trabalha no Ministério da Educação, mas que negocia e lucra em seu nome.


Pelo menos ainda teremos o bom e velho “panem et circenses” pra nos garantir o mínimo enquanto as cortinas de fumaça que encobrem a visão do povo, enquanto a boiada avança em velocidade de cruzeiro, pelo menos aos olhos de quem conduz os trabalhos, e enquanto as manipulações teimam em permanecer.


Mas ainda há o tempo e a chance de mudar, mas para isso é preciso uma reformulação geral no sistema, coisa que se for colocada em pauta para discussão libertará imediatamente outra cortina de fumaça, aliás, quando começa mesmo a copa do mundo?

Saudade de um tempo onde a discussão sobre “fumaça” era apenas pra decidir se um disco do Planet Hemp deveria ou não ser liberado.


Paulo Eduardo Ribeiro, do Canal Ponte Aérea, para CRIATIVOS!


 

Guitarristas e violonistas, ouça!



 

Cedro Rosa Digital cria Plataforma mundial de Música, em 10 idiomas,

para gerir direitos autorais e licenciar músicas, em parceria com grandes players mundiais.

Conheça mais de 3 mil músicas certificadas.


Veja como participar aqui.


0 comentário

Commentaires


+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page