top of page

Artigo /Seu celular ainda vai substituir seu documento de identidade. Vai?

Paulo Eduardo Ribeiro, do Canal Ponte Aérea, para CRIATIVOS!


Paulo Eduardo Ribeiro

Era meados do ano de 1999, e o que se falava naquele momento era sobre o bug do milênio (foi um medo coletivo de que, na virada de 1999 para 2000, os computadores da época não entendessem a mudança e causassem uma pane geral em sistemas e serviços. Fonte: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-foi-o-bug-do-milenio/) e outras coisas relativas ao novo século, o que mudaria e quais novidades tecnológicas veríamos a partir de então.


A internet ainda não era como conhecemos atualmente, os celulares, por exemplo, serviam basicamente (para não dizer exclusivamente) para aquilo que ele foi projetado, conectar as pessoas através de ligações telefônicas. Era uma extensão do telefone sem fio que já era amplamente utilizado nas residências.


Foi exatamente nessa época que tive acesso a um texto, não me recordo se foi um artigo ou uma reportagem que dizia assim: “muito em breve seu celular será mais importante que seu documento de identidade”.

Eu cresci na década de 1970 no ABC Paulista, região do estado de São Paulo conhecida por ser um polo industrial com histórias de luta operária e greves históricas, então era comum ouvir minha mãe sempre me dizendo para nunca sair de casa sem documento.

Imagina então com quase trinta anos de idade ler que em breve um simples aparelho telefônico se tornaria mais importante que seu RG.



Escute a playlist "MPB Esporte Fino", embarque agora" - Spotify.



É importante salientar que mesmo não fazendo tanto tempo assim (cem anos dentro de um contexto histórico não é nada, imagine vinte), era outro momento.

Talvez para as gerações mais jovens seja difícil imaginar, mas como eu disse, em 1999 o celular servia única e exclusivamente para fazer ligações, a internet era discada e cara, não existia ainda nuvem, pendrive ou CD.


Para baixar uma foto era melhor esperar e fazer isso após a 00h00min, pois era mais barato, aí era só iniciar o download e voltar pela manhã, o trabalho estava quase concluído.

Hoje quando vejo no que o aparelho celular se transformou, a matéria que li em 1999 nem de longe é absurda, mas confesso que naquele momento fiquei bastante chocado com o atrevimento do autor em trazer para reflexão, hipóteses tão ousadas.

Não ouso pensar o que estar por vir, 5G, carro autônomo, acho que definitivamente entramos em uma era onde é cada vez mais impossível imaginar o próximo passo, mesmo que ele esteja bem ali na frente.


A quantidade de coisas que o celular conseguiu substituir é algo assustador, pensem comigo: câmera fotográfica, agenda eletrônica, banco (sim, até seu banco), cancela de shopping, de pedágio, lanterna, e até o próprio telefone.

Hoje em dia a forma de se comunicar mudou completamente inclusive no celular, primeiro mudou para texto e depois para áudio novamente, mas em mensagens pré-gravadas, ninguém mais “liga” para outra pessoa.



Escute a playlist "Para Dançar", no Youtube.



No ano passado quando fui licenciar meu carro recebi a mensagem que o DETRAN não emite mais o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo), você precisa baixar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), e o documento fica onde? Exatamente, no seu celular, você pode inclusive baixar e deixar salvo para quando precisar usar.

Com sua CNH é a mesma coisa, titulo de eleitor, aplicativos de música, enfim, cada vez mais nos distanciamos do mundo que vivíamos em 1999 e vamos nos conectando de todas as maneiras possíveis e inimagináveis.


Da pra falar de uma infinidade de coisas aqui, compras, pagamentos de contas, transações bancárias, reserva de hotéis, aluguel de carro...

Agora com relação a provocação do título desse artigo, me responda com sinceridade: Quando você sai de casa e percebe, ao dobrar a esquina, que esqueceu seu documento de identidade em casa você volta para busca-lo?


Devo confessar que eu ainda volto... coisa de pessoas da minha geração talvez.

E quando você percebe que esqueceu o celular?

Bom, nesse caso acho que com você que lê esse artigo nesse momento não deve ser diferente do que é comigo... dificilmente você só vai se dar conta ao dobrar a esquina que esqueceu o celular, talvez você nem passe da porta.


 

Você ama música? Você faz musica? Você produz música?

Venha para a Cedro Rosa.

Você usa musica em trilhas sonoras diversas,

deste videos do youtube a trilhas sonoras de cinema, televisão e publicidade?

Venha para a Cedro Rosa.

O Mundo da Música a um Clique.


 

Plataforma digital brasileira ajuda comunidade musical e mundo da mídia e entrenimento a licenciarem musicas certificadas para trilhas sonoras, desde um simples video no youtube a publicidade, em poucos cliques.


A Cedro Rosa lançou uma plataforma digital brasileira que ajuda artistas, compositores e produtores de TV, Cinema, Publicidade, Games a encontrar músicas certificadas para licenciamentos.


A plataforma digital da CEDRO ROSA funciona em 10 idiomas no mundo inteiro e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.




Compositores, artista e bandas podem ter suas músicas nas trilhas sonoras dos maiores maiores conteúdos do mundo, através da Cedro Rosa. Produtores de conteúdo de todo mundo podem encontrar músicas certificadas, prontas para serem licenciadas.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Rádios, produtoras de cinema e conteúdo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.


 

Escute excelentes playlists da Spotify e Youtube

Repertório Cedro Rosa, disponível para trilhas sonoras e licenciamentos.



Manhattan Lounge Bossa Nova in 3 hours - Spotify

Viagem Instrumental - Spotify




Manhattan Lounge Bossa Nova - Youtube

Sambas para Cantar e Dançar - Youtube


 

Leia, assine e Compartilhe a revista CRIATIVOS!

O melhor da Cultura, Arte e Economia


0 comentário

+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page