top of page

A pessoa certa no lugar certo é coisa do passado


Durante muito tempo eu ouvi, e até concordei, com aquela máxima organizacional da “pessoa certa no lugar certo”, hoje não acredito mais na simplicidade dessa frase.


As empresas continuam fazendo a gestão das pessoas e dos negócios da mesma maneira que faziam no século passado, e o que é pior, muitas vezes utilizando ferramentas do século retrasado, Taylor e Fayol estão aí e não me deixam mentir.


O mundo mudou muito depois que a globalização deu suas caras por aqui, e a tecnologia aproximou as pessoas de uma maneira nunca antes vista, mas ainda vejo pessoas procurando emprego, por exemplo, como eu fazia na década de 80.

Eu sempre falo aos meus alunos, não adianta utilizar os meios disponíveis no séc. XXI para fazer as coisas que fazíamos no séc. XX.


É preciso entender as mudanças e se adaptar a elas e não o contrário.

Os processos de recrutamento e seleção (em sua grande maioria) continuam buscando alguém para ocupar uma vaga que está aberta, e quase sempre (para não dizer sempre) não há uma comunicação efetiva entre a área solicitante e o RH, isso precisa mudar.


Eu atuo há bastante tempo em recursos humanos e sempre preguei que a área precisava de uma mudança de atuação verdadeira, estar mais próxima das pessoas e dos outros departamentos, pois somente assim poderá alinhar suas estratégias ao planejamento estratégico da organização, afinal sempre acreditei que é dessa forma que os profissionais de recursos humanos poderão contribuir verdadeiramente com a missão organizacional.

Confesso que muita coisa mudou desde que iniciei na área lá no início da década de 90, mas é preciso urgentemente entender que não estamos mais no séc. passado, atualmente precisamos ser muito mais rápidos nas tomadas de decisões, flexíveis, autônomos e entender de uma vez por todas qual o papel do RH, que convenhamos, vai muito além de receber e triar currículos.



 

Escute a Playlist - Os Grandes Mestres do Samba – Spotify

 


Infelizmente a grande quantidade de especialistas de internet acha, e o pior, dissemina a ideia errada de que o RH é o responsável por arrumar emprego para as pessoas, mas esse é um assunto que já me estressou por demais para ficar dando murro em ponta de facas.


Somos vistos como “as pessoas do lado do patrão” pelos empregados, e como “empregados” pela organização, em outras palavras, estamos no meio, tentando manter o equilíbrio entre empregador e empregados que muitas vezes acreditam que nosso papel se resume apenas a contabilizar e punir, o mais triste é quando a organização também nos enxerga dessa maneira.


As organizações precisam entender que o processo de agregar pessoas, ou seja, o recrutamento e seleção precisa buscar pessoas que possam contribuir com a demanda da vaga aberta, com competências que atendam as necessidades da vaga, e não apenas alguém para “fechar” a vaga.


O custo de uma contratação errada pode ser muito alto, e muitas vezes isso não é percebido porque esse custo pode não ser financeiro.

Outras questões igualmente importantes precisam ser levadas em conta, por exemplo, dificilmente a cultura organizacional é abordada, seja durante o processo ou mesmo na integração do novo funcionário e o que acontece na prática é que acabamos por conhecer a organização no dia a dia.



 

O mundo da Economia Criativa a um clique!

 

Tem ainda o lado do indivíduo, seu momento pessoal, profissional, seus objetivos, expectativas, histórias, frustrações, realizações, medos, angústias, ansiedades...

Não é um trabalho fácil e por isso precisa do envolvimento de todos, mas confesso que isso demanda uma maturidade organizacional que ainda não é muito comum nas empresas brasileiras.


Como eu sempre digo, não tenho a pretensão de mudar as organizações, tampouco os gestores que hoje estão a frente de suas equipes, mas tenho sim a pretensão de transformar, pelo menos no modo de pensar e de ser crítico, os meninos e meninas que todo semestre tenho a oportunidade de trocar conhecimento em sala de aula, e alguns começam a mostrar que entenderam o recado, a mudança começa em nós.


Enfim, acredito que “a pessoa certa no lugar certo” é um modo de pensar ultrapassado, talvez o ideal nos dias de hoje seja “a pessoa certa, no lugar certo, na empresa certa e no momento certo”.


Utopia?


Talvez, mas com certeza os resultados seriam muito melhores na minha humilde opinião, tanto para as organizações quanto para as pessoas.


Paulo Eduardo Ribeiro, do Canal Ponte Aérea, para CRIATIVOS!


 

Artistas e projetos Cedro Rosa


Video-Artigo de Sergio Schmid, do Canal Ponte Aérea, para CRIATIVOS.



Cedro Rosa / África




Jorge Augusto Morais e Rosana Giosa em um disco maravilhoso, nas plataformas de streaming, via Cedro Rosa.


Thiago Kobe, em breve, brevíssimo, nas plataformas de streaming, via Cedro Rosa.


Maestro Marinho Boffa, na Cedro Rosa.


 

Direito Autoral e Distribuição de músicas

Plataforma digital traz músicas certificadas disponíveis

para trilhas sonoras diversas no mundo inteiro

A Cedro Rosa , produtora e distribuidora de conteúdos, com sedes no Rio de Janeiro, New York e Tokyo criou uma plataforma digital de administração e distribuição de músicas no mundo inteiro.


Para ter acesso, como artista, empresa ou simplesmente amante de música, basta abrir um perfil, apenas com nome e e-mail.


A plataforma digital funciona em 10 idiomas e conta com mais de 3 000 mil certificadas, prontas para serem licenciadas para sincronizações diversas em filmes, novelas, audiovisuais, games e publicidades.



Abra um perfil na Cedro Rosa e acompanhe nossas redes digitais. https://linktr.ee/cedrorosa


Compositores, bandas e artistas podem registrar suas musicas e fazer contratos de distribuição e licenciamento e empresas da midia como TVs, Radios, produtoras de cinema e conteudo em geral podem licenciar essas obras devidamente certificadas diretamente na plataforma.



 

Playlist da Cedro Rosa no Spotify e no Youtube. Músicas disponíveis para licenciamentos.


A Cedro Rosa representa milhares de obras musicais originais. Escute as playlists nas plataformas mais famosas do mundo.


O Melhor da MPB



Para Dançar / Playlist no Youtube.



Bossa Nova / Spotify

Instrumental Esporte Fino / Youtube




Cantando e sambando com distanciamento social ou em Casa! / Spotify.





Todas essas obras são representadas pela Cedro Rosa.

Abra um perfil em nosso site.

Consulte-nos para sincronizações para trilhas sonoras.


Acompanhe nossas redes sociais.




Playlists na Spotify e Youtube

Repertório Cedro Rosa, disponivel para trilhas sonoras diversas.


 

+ Confira também

destaques

Essa Semana

bottom of page