A geração dos (não) sociáveis




Eu sou fruto do século XX, mais precisamente da década de 1970, regime militar, escolas com matérias que remetiam ao regime, saber cantar o hino nacional, o hino à bandeira, da independência.

Mas uma coisa eu me lembro muito bem daquela época, éramos pessoas muito mais sociáveis.


Não sei se isso se deve ao fato das famílias serem significativamente maiores, de não haver ainda tecnologia que fosse capaz de isolar as pessoas atrás da tela de um celular, e acreditem caríssimos e caríssimas leitoras mais jovens, as pessoas se sentavam à mesa juntas na hora do almoço ou do jantar e faziam algo cada vez mais difícil de ver hoje em dia, elas conversavam.