2022, Ano Darcy Ribeiro. Uma bela tacada da UERJ





Um dia desses um amigo referiu-se aos meus textos publicados aqui na Criativos, como memórias. O comentário não foi em tom de crítica negativa. Foi uma observação até adornada de adjetivos. A princípio, neguei. A quem interessariam minhas memórias? Mas depois, ainda ruminando os argumentos do amigo e por considerar o meu estágio de vida, concluí, que o que tenho hoje são mais memórias do que “coisas a fazer”. Aceitei, em parte. Não dói tanto assim e, nem machuca ninguém. Importem ou não a alguém. Então vamos lá.


Na minha trajetória como repórter, entrevistei políticos de v